De mãos dadas com o Dança dos Famosos, Dancing Brasil estreia com repórter robótico e gritos de Xuxa

Publicado há 4 anos
Por Redação
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Foi grande a expectativa da Record TV e do púbico em torno do Dancing Brasil. Comandado por Xuxa Meneghel, o reality show que estreou na noite desta segunda-feira (03) mostrou um elenco de famosos para lá de interessante, um corpo de jurados profissionais e coerentes e um repórter automaticamente robótico, o que é desnecessário para uma atração que diretamente convoca o público a bailar.

Na apresentação, a rainha dos baixinhos exagerou em não esconder a sua esperança de finalmente emplacar na audiência em horário nobre. Foram gritos e mais gritos, todos dispensáveis! É redundante afirmar que o programa é diferente do Dança dos Famosos, exibido anualmente no Domingão do Faustão, da Globo. Apenas detalhes mínimos fazem as duas atrações serem ‘em partes’ opostas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator Sérgio Marone deixou claro que a emissora errou feio em escolhê-lo para ser repórter de bastidores do programa. Totalmente robótico, o talentoso intérprete que protagonizou com maestria Os Dez Mandamentos, estragou uma parte importante do formato que é a hora das notas dos jurados — ficou tudo muito ‘sem sal’. Fica a dica: Nany People seria o nome perfeito para tal posto.

Apesar de ser original, porém não novo, o Dancing Brasil tem lá seus acertos. O público é o quarto jurado que eliminará um famoso da atração a cada semana. A produção é bem caprichada e ‘arrasou’ em todas as tarefas dadas pela direção do canal. É válido parabenizar os envolvidos na elaboração da abertura.

Momentos como bastidores de ensaios e superação dos participantes envolve o público e faz o mesmo se colocar no lugar dos competidores. Coreografias criativas e figurinos dignos de apreciação marcaram na estreia.

No mais, Dancing Brasil tem tudo para atender as expectativas da Record, mas isso só o tempo dirá.

Por: Paulo Henrique Lima

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio