Como Será? completa três anos provando que programa educativo pode fazer sucesso

Publicado há 3 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A faixa matinal da Globo aos sábados sempre foi iniciada por programas educativos. Globo Ecologia e Globo Ciência, por exemplo, permaneceram no ar por décadas, até que foram substituídos.

O Ação, de Serginho Groisman, se transformou no Globo Cidadania, que uniu em uma só atração os formatos antigos da emissora carioca em parceria com a Fundação Roberto Marinho, e mais tarde o semanal passou a se chamar Como Será?.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Completando três anos e sob o comando de Sandra Annenberg, a produção abre o final de semana de forma leve e com informações que auxiliam tanto pessoas em idade escolar como a população em geral com reportagens especiais ou entrevistas no estúdio.

E mesmo com teor educativo, o Como Será? mantém a audiência em alta, como ocorria com os programas anteriores, e entrega bem para o É de Casa.

No último sábado (12), por exemplo, cravou 7 pontos de média em um horário em que a concorrência sofre para registrar metade disso. É um feito e tanto, especialmente por não precisar apelar para atrair o público, e que merece ser comemorado.

Sandra Annenberg se emociona ao homenagear seu pai no programa Como Será

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais