Com temporada morna, The Voice Kids perde o encanto e aborrece

Programa já não tem o mesmo poder de comoção de antes

Publicado em 26/09/2021 14:41
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No ano passado, quando o The Voice Brasil se mostrou frágil diante da temporada da vez de A Fazenda, ficou claro que o talent show da Globo já não desperta mais o mesmo frisson de outrora. Mas, mesmo assim, a emissora seguiu apostando na atração, lançando o The Voice + e apostando num novo The Voice Kids.

Apesar do desgaste da fórmula, The Voice + ainda conseguiu algum engajamento, em razão das grandes histórias de vida apresentada pelos veteranos que passaram pelo palco da atração. Mas o mesmo não aconteceu com a sexta temporada do The Voice Kids, cuja repercussão ficou bastante aquém do que já foi.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A versão infantil do The Voice sempre se mostrou eficaz na sensibilização da audiência. As lágrimas derramadas por Tiago Leifert, lá na primeira edição, simbolizavam uma comoção que era facilmente percebida pelas redes sociais. Os relatos de internautas emocionados e a audiência nas alturas mostrava o acerto que era a atração. André Marques assumiu a atração em seu segundo ano, mas a força do programa foi mantida.

Porém, seis anos depois, The Voice Kids não reverbera mais como antes. A primeira edição apresentada por Márcio Garcia não teve lá grande desempenho na audiência, e a repercussão também foi fraca. Não há outro motivo: a fórmula está desgastada.

Três edições diferentes do The Voice se mostrou um exagero por parte da Globo. O formato fica no ar praticamente o ano todo, e não há um mínimo de esforço nem mesmo para trazer novidades. O conservadorismo na escolha dos técnicos, sempre apostando nos mesmos artistas de sempre, deixa isso claro. Gaby Amarantos foi a exceção, mas é pouco. É preciso coragem para ir além.

A franquia The Voice é um sucesso comercial. Sendo assim, o formato seguirá sendo apresentado pela Globo em looping, pois já estão confirmadas novas edições do The Voice + e The Voice Kids, além do The Voice Brasil, que estreia em outubro. Ou seja, a tendência de queda deve permanecer.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio