Com Sob Pressão, Globo faz um drama hospitalar de qualidade

Publicado há 3 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É sempre louvável a constante tentativa da Globo de, cada vez mais, aperfeiçoar a sua cartela de séries. A emissora já abre sua linha de shows para seriados próprios há alguns anos, mas é recente esta variedade de temáticas, tendo em vista que o canal tinha mais know-how na produção de comédias. E as noites de terça-feira sempre foram voltadas ao riso, desde os tempos da Terça Nobre, passando pelo Casseta & Planeta, até chegar a Tapas & Beijos e Mister Brau.

No ano passado, porém, a emissora surpreendeu ao exibir um drama de época, Nada Será Como Antes, nesta faixa anteriormente sempre destinada às séries de humor. Neste ano, outra novidade: o drama hospitalar Sob Pressão, que estreou na noite de ontem (25). Derivada do filme de Andrucha Waddington que, por sua vez, é baseado no livro “Sob Pressão – A Rotina de Guerra de um Médico Brasileiro”, de Márcio Maranhão, a série mostra, com competência e alta voltagem dramática, o cotidiano de profissionais da saúde num centro hospitalar onde falta todo tipo de recurso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dr. Evandro (Júlio Andrade) e Dra. Carolina (Marjorie Estiano) são o coração da nova série. Dois médicos idealistas, que driblam, diariamente, as dificuldades do trabalho num hospital daqueles que vemos todos os dias nos telejornais, com pacientes acamados nos corredores e ausência de material de trabalho. Para aguentar o tranco, ele faz uso constante de remédios. Para aumentar ainda mais a carga dramática, o médico viu sua esposa morrer durante uma cirurgia e, um ano depois, ainda não conseguiu superar o luto.

Já sua colega, Carolina, é mais solar. Tem um olhar mais terno diante das situações, mesmo compartilhando do mesmo idealismo e das mesmas dificuldades. Há, no entanto, uma diferença de pensamentos entre ambos, que ora os une e ora os afasta. Carolina é dona de uma fé aparentemente inabalável, enquanto Evandro é pragmático e até desesperançoso. “Ele irá para um lugar melhor”, ela comenta a respeito de uma morte. “Será?”, responde ele.

Ou seja, com Sob Pressão, a Globo aposta num segmento amplamente explorado pela TV estadunidense, o drama hospitalar, e o faz em consonância com a realidade nacional. Assim, não está apenas bem servido de dramas humanos dos mais envolventes, como também pode servir de plataforma para uma importante denúncia acerca do descaso dispensado à saúde do Brasil como um todo. É uma série para se prestar atenção.

Belaventura traz o bom e velho folhetim numa nova embalagem

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio