Com reprise de Laços de Família, Globo reforça apreço por novelas com mais de 20 anos

Trama de Manoel Carlos, exibida em 2000, ganha novo repeteco

Publicado há 15 dias
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Cada vez que a Globo anuncia uma reprise no Vale a Pena Ver de Novo, uma parcela da audiência se mostra frustrada. Isso porque o espectador saudoso sempre pede tramas mais “antigas”, das quais tem intensa memória afetiva. No entanto, a faixa tem como uma de suas características o apreço por novelas mais recentes. O atual cartaz, Êta Mundo Bom!, é de 2016. Para muitos, recente demais.

A escolha por tramas não tão antigas se dá pelo fato de elas, normalmente, renderem boa audiência. E, também, porque a qualidade de som e imagem é melhor, o que não causa estranheza no público que assiste. Porém, felizmente para a plateia saudosa, a emissora tem revisto estes critérios e apostando em novelas não tão recentes.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos últimos cinco anos, houve muitas novelas mais “recentes”, como Cheias de Charme (2012), Cordel Encantado (2011) ou Avenida Brasil (2012). Mas o canal também recorreu a tramas dos anos 1990, como Anjo Mau (de 1996, reprisada em 2016), O Rei do Gado (de 1996, reprisada em 2015) e Por Amor (de 1997, reprisada em 2019).

O Vale a Pena Ver de Novo também exibiu recentemente novelas da década passada, como Celebridade (2003), Belíssima (2005) e Senhora do Destino (2004). Todas com 15 anos ou mais.

Neste contexto, a emissora confirmou a reprise de Laços de Família (2000). A novela de Manoel Carlos já foi reapresentada no horário em 2005, e é mais uma das novelas com mais de 15 anos que ganha uma nova exibição no horário.

Ou seja, o fato de Laços de Família retornar, de novo, é mais uma prova de que a emissora procura diversificar os títulos da faixa, promovendo um rodízio entre novelas mais “recentes” e novelas mais “antigas”.

Pandemia

Por mais que novelas com 15 anos ou mais já estejam se tornando constante no Vale a Pena Ver de Novo, uma reprise destas tem mais significado em 2020. Isso porque, com a pandemia do novo coronavírus e a paralisação das gravações, a Globo se viu obrigada a recorrer a reprises em todos os horários. E isso não vai acabar tão cedo.

Fina Estampa está na reta final. E a emissora confirmou A Força do Querer (2017) como sua sucessora, enquanto não consegue retomar as gravações de Amor de Mãe. Totalmente Demais, às 19h, e Novo Mundo, às 18h, também devem ser substituídas por reprises.

Sendo assim, se há reprises de novelas recentes no horário nobre, nada mais justo que o Vale a Pena Ver de Novo seja reservado aos clássicos mais “antigos”. Afinal, a emissora deve resgatar em seus horários tradicionais os sucessos que, fatalmente, poderiam ir ao ar à tarde em condições “normais”. Por isso, é até justo que o Vale a Pena Ver de Novo fique reservado às menos recentes.

E vale a pena?

Laços de Família se mostra uma excelente opção para o Vale a Pena Ver de Novo. A trama é um clássico e traz Manoel Carlos, numa bela parceria com Ricardo Waddington, em seu melhor momento. A saga da Helena de Vera Fischer mexeu com o país e é dona de momentos memoráveis. Além disso, é uma novela redonda, bem resolvida, e conta com o apreço do próprio autor, que já disse em entrevistas considerá-la sua melhor novela.

O texto com tom de crônica cotidiana de Manoel Carlos funciona muito bem no horário da tarde. Mesmo com algumas situações datadas (como o excesso de personagens machistas, por exemplo), as tramas costumam agradar ao público vespertino, vide o sucesso recente de Por Amor. Laços de Família tem tudo para repetir o sucesso.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais