Com participação marcante, Vera Holtz se destaca em Amor de Mãe

Publicado há um ano
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma das principais características positivas de Amor de Mãe, atual novela das nove da Globo, é o seu elenco bem escalado. Grandes atores vivem papéis-chaves na trama da estreante Manuela Dias. E, neste contexto, a veterana Vera Holtz chama a atenção. Sua personagem, Kátia, deixa a trama em breve, mas deve figurar entre seus trabalhos mais importantes na telinha.

Em pouco tempo de tela, Kátia já disse a que veio. Traficante de pessoas, a bandida comanda um grupo criminoso com rigor. Porém, apesar da mão de ferro, Kátia é uma mulher de saúde debilitada. Mas, mesmo doente, ainda encontra forças para enganar Lurdes (Regina Casé), cujo filho foi comprado por ela no passado. E é justamente esta mistura entre a fragilidade e o pulso firme que torna Kátia um tipo marcante. Ela poderia ser uma nova Nazaré (Renata Sorrah), já que, em tese, criou como se fosse seu uma criança roubada. Mas ela vai por um outro caminho, mais tenso e dramático.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Assim, Vera Holtz circula por um novo terreno. Apesar de já ter feito uma galeria de personagens variados, a atriz sempre se destacou com personagens simpáticos. Aqui, não. Kátia é odiosa e não tem um pingo de carisma, ao contrário de sua carismática intérprete. Ou seja, Vera conseguiu “se apagar” para fazer de Kátia alguém crível. E o resultado se vê em Amor de Mãe. Por pouco tempo, já que Kátia está prestes a deixar a história.

Participações especiais

Vera Holtz é apenas um dos grandes nomes escalados para participações rápidas em Amor de Mãe. Outro nome é de Julio Andrade, que volta às novelas depois do sucesso do Dr. Evandro, protagonista da ótima Sob Pressão. Julio deu vida a Sinésio, o odioso irmão de Thelma (Adriana Esteves), que tenta convencê-la a vender o restaurante da família.

Sinésio já morreu atropelado na história. Mas a passagem de Julio Andrade pela obra também foi marcante. Em cena, Julio se mostra versátil, do tipo que convence como o herói e como o vilão. É até difícil olhar para ele e se lembrar que um de seus primeiros papéis marcantes na TV foi o mordomo Arthurzinho, de Passione (2010). Parece outra pessoa.

Ou seja, Amor de Mãe mostra um cuidado acima da média na escalação de seu elenco. Isso ajuda a fazer da novela um produto de alto nível, coisa que não se vê todo dia no horário nobre da Globo. Vale o ingresso.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais