Com muitos casais sem química alguma, Fina Estampa não emplaca romance

René e Griselda, Esther e Guaracy... não faltam casais inexpressivos na novela

Publicado há 5 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A edição especial de Fina Estampa, exibida no horário nobre da Globo, vive um momento de verdadeira “ciranda amorosa”. O troca-troca de casais é uma constante na atual fase em exibição da novela de Aguinaldo Silva. Porém, chama a atenção a total falta de expressividade dos casais formados na novela. Na trama principal, não há um único casal com química, fazendo com que o público não se empolgue com romance algum.

Criados para formarem o principal casal de Fina Estampa, Griselda (Lília Cabral) e René (Dalton Vigh) nunca combinaram. A falta de química gritou já na primeira cena dos dois juntos, lá no primeiro capítulo, quando os dois se conheceram. De lá para cá, a novela força várias situações para que os dois se reencontrem. E, agora, com René separado de Tereza Cristina (Christiane Torloni), a história dos dois finalmente é concretizada. Mas simplesmente não empolga.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Falta de química numa novela não se explica. E nem é erro de escalação, já que não faltam exemplos de atores que funcionaram bem numa novela, mas não repetiram o sucesso num reencontro. Por exemplo: Carolina Ferraz e Eduardo Moscovis foram um dos grandes destaques de Por Amor (1997), mas tiveram química zero na trama seguinte, Pecado Capital (1998). Ou seja, não é Lília Cabral que não combina com Dalton Vigh, ou vice-versa. É o casal que realmente não funciona.

É possível que esta falta de sinergia tenha a ver com René. O personagem não foi bem construído, seja pelo texto de Aguinaldo Silva, seja pela direção de Wolf Maya. E Dalton, um ator que já teve seus grandes personagens, o fez no piloto automático. Com isso, o personagem surge em cena sem nenhum vigor, como se estivesse sempre entediado. Esta falta de pulso contrasta com Griselda, uma mulher forte e com atitude de sobra. Assim, o casal parece em total descompasso.

Griselda e seus amores

Aliás, é justamente o excesso de atitude de Griselda que atrapalha seus enlaces amorosos. Seu outro interesse é Guaracy (Paulo Rocha), mais um par com quem Pereirão não combina. O motivo é o mesmo: Griselda, uma mulher forte e direta, não parece ser o tipo de pessoa que se encanta pelo excesso de romantismo do português. Apesar de grandes amigos, eles parecem desconectados quando se tornam par romântico.

Enquanto vê Griselda nos braços de outro homem, Guaracy também encontra um novo amor, Esther (Julia Lemmertz). E, com ela, forma mais um casal que parece em total falta de sintonia. Ambos parecem de mundos completamente opostos, e não há nada que os conecte. No ar, fica parecendo casal formado na base do improviso.

E Fina Estampa está cheia de casais assim: Patrícia (Adriana Birolli) e Antenor (Caio Castro), Quinzé (Malvino Salvador) e Teodora (Carolina Dieckmann), Danielle (Renata Sorrah) e Enzo (Julio Rocha), e tantos outros mais. Ou seja, Fina Estampa pode até agradar parte do público com seu humor non sense. Mas peca feio quando tenta narrar histórias de amor.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais