Com Celso Portiolli e Sabrina Sato, programa de namoro volta à moda na TV aberta

Publicado há 2 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos últimos dias, correu a informação de que Sabrina Sato comandará um novo programa de namoros na Record TV, como parte da reformulação de sua atração. Mais tarde, foi a vez do SBT anunciar o retorno do Xaveco, programa de namoro que exibiu no final da década de 1990. Desta vez, Xaveco será um quadro do Domingo Legal, com Celso Portiolli. Ou seja, em 2019, a TV aberta quer que os formatos de namoro voltem à moda.

Não que os programas de namoro tenham saído totalmente de cena. Nos últimos anos, quadros como o Vai Dar Namoro, de Rodrigo Faro, e o Rola ou Enrola, de Eliana, apostaram no segmento. No entanto, os dois formatos já não estão mais sendo utilizados no Hora do Faro e Eliana. Mas, curiosamente, será novamente SBT e Record que “ressuscitarão” a moda dos programas de relacionamentos. Desta vez, entregando-lhes à Sabrina Sato e Celso Portiolli.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Com Xaveco, a pegação vai rolar solta no SBT; confira a chamada da atração

Para Sabrina Sato, a novidade será uma tentativa de dar um novo rumo à apresentadora da Record. Seu Programa da Sabrina não anda bem das pernas, com quadros desinteressantes e audiência abaixo do esperado. Espera-se, então, que a espontaneidade da “japa” seja aproveitada no formato. Suas tiradas diante dos participantes podem fazer a diferença.

Xaveco

Já para Celso Portiolli, a volta do Xaveco é mais um passo na estratégia do Domingo Legal de retomar antigos programas do apresentador. O dominical já transformou em quadro o Passa ou Repassa, primeiro programa do animador na emissora. Apesar de vida relativamente curta, o Xaveco rendeu bons resultados ao SBT no passado, quando era exibido nas tardes de domingo. Em 2004, o programa foi reprisado nas tardes do canal, com boa audiência. Assim, trata-se de uma estratégia quase à prova de erros para aumentar as variedades do Domingo Legal.

Pegação

Quadros e programas neste estilo existem na televisão desde seu início. Silvio Santos consagrou o formato em atrações como Namoro na TV e Em Nome do Amor. No entanto, a partir da década de 2000, houve um boom do formato, com jovens mais atirados distribuindo cantadas, beijos e amassos. Fica Comigo, apresentado por Fernanda Lima na extinta MTV Brasil, foi o expoente do formato nesta época.

Depois, com a saída de Fernanda Lima da emissora musical, Daniella Cicarelli assumiu a função de cupido no Beija Sapo. Mais tarde, vieram o A Fila Anda, com Penélope Nova, e Luv MTV, com Ellen Jabour. A popularidade dos programas de “pegação” acabou chegando a outros canais, com o Jogo do Namoro, apresentado por Maria Cândida na Record. Ou com o próprio Celso Portiolli, que assumiu o comando do Charme de Adriane Galisteu e o transformou no Namoro na TV e Etc.

Atualmente, a “nova” MTV continua apostando no segmento, mas no gênero reality show, em programas do De Férias com o Ex. Sendo assim, será que formatos de auditório, mais convencionais e “inocentes”, conseguirão atrair novamente o público jovem?

Leia também: Falta de criatividade marca a cobertura do Carnaval na TV aberta

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais