Apesar de abrir sequência de “novelas medievais”, Belaventura passou despercebida

Publicado há 3 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No final da última semana, a Record exibiu o último capítulo de Belaventura, trama de Gustavo Reiz que passou em brancas nuvens na programação do canal. A novela tentou surfar na onda das tramas medievais, em alta em razão do sucesso de séries como Game Of Thrones, numa estratégia também adotada pela Globo na atual Deus Salve o Rei, mas a trama não deslanchou.

Primeiramente, é preciso reconhecer que tanto Belaventura quanto Deus Salve o Rei nada tem a ver com Game of Thrones. Histórias passadas na Idade Média fazem água no cinema e na TV desde sempre, e as novelas da Record e da Globo apenas aproveitaram da mesma temática. Entretanto, por mais que os canais neguem a “inspiração”, não há dúvidas de que a série da HBO deu nova visibilidade à temática, fazendo ressurgir novos filmes e séries no mesmo segmento. E as novelas, assim, apenas entraram nesta onda.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Belaventura abriu a sequência de novelas medievais, mas não conseguiu convencer o público a embarcar na temática. E a trama em si nem foi ruim. A história de amor envolvendo a plebeia Pietra (Rayanne Morais) e o nobre Enrico (Bernardo Velasco) foi bem contada, com muitos percalços, obstáculos e reviravoltas típicos do bom e velho folhetim. Na verdade, Gustavo Reiz é adepto do novelão clássico, e o que fez foi transportar o amor proibido típico para um cenário medieval, permitindo trazer ao enredo elementos como bruxaria, lutas de espada e disputas pelo poder.

Ou seja, Belaventura apostou fundo no conto de fadas. E, para embarcar naquela história, o público precisava encará-la deste modo mesmo, como um conto infantil. Só assim para acreditar que os figurinos não eram mera fantasia, ou que a Idade Média asséptica era realmente algo possível. Mas a audiência não comprou a ideia, o que explica a passagem quase despercebida da trama.

Uma pena que, com o fracasso de Belaventura, o horário das sete da Record passe a ser, novamente destinado à reprise. A partir de hoje (29), a faixa de Belaventura passa a abrigar a precoce e equivocada reapresentação de Os Dez Mandamentos. Complicado.

Irregular, Brasil a Bordo tem ótimo elenco, mas derrapa em piadas surradas

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio