Ao planejar mexer nas manhãs, SBT vive dilema de identidade

Reduzir o Bom Dia & Cia para encaixar revista eletrônica é manobra arriscada

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2021, o SBT precisa mostrar ao público e ao mercado publicitário que ainda vive. Por isso, a emissora vem planejando uma nova programação que seja capaz de fazê-la voltar a ser relevante. Uma das ideias é mexer nas manhãs, lançando um novo programa de variedades capaz de atrair mais faturamento. No entanto, este plano vai de encontro ao que a emissora tem de mais precioso: a grande infantil.

O projeto do canal é uma tradicional revista eletrônica de variedades. Ticiana Villas Boas e Ivan Moré estão gravando pilotos da nova atração, que deve se chamar Vem Pra Cá. Se aprovado, o projeto deve tomar parte do Primeiro Impacto e, também, “roubar” um tempinho do Bom Dia & Cia. E é aí que está o dilema.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A programação infantil é um dos pilares mais sólidos da programação do SBT. Quando a emissora entrou no ar, a maior parte da grade era tomada por infantis, com auditórios comandados por Bozo, Sergio Mallandro, Mara Maravilha e cia, e muitos desenhos animados. Vários clássicos da animação mundial passaram pela programação do SBT e marcaram toda uma geração.

Entretanto, nos últimos anos, a restrição à publicidade em programação infantil fez com que este tipo de programa desaparecesse da TV aberta. Mas o SBT não jogou a toalha. O Bom Dia & Cia foi sendo reduzido aos poucos, mas nunca saiu do ar. Mesmo que num espaço menor, o programa de Silvia Abravanel manteve a tradição da emissora de exibir desenhos animados para crianças.

Mas o Bom Dia & Cia não fatura. Este novo projeto de programa matinal, caso realmente vá adiante, terá que, justamente resolver esta questão. Um programa de apelo comercial deve encher os cofrinhos da emissora de Silvio Santos e aumentar as receitas do SBT. Coisa que o Bom Dia & Cia não consegue fazer.

Porém, é bem possível que a emissora encare um prejuízo de audiência. O Bom Dia & Cia não é um estouro, mas tem uma audiência nada desprezível. Enquanto isso, o SBT não tem tradição em programas adultos nesta faixa horária. A emissora terá que formar um público, que já está acostumado com os matinais da Globo e da Record TV.

Ou seja, na seara infantil, o SBT tem a vantagem de não ter concorrência e possuir público cativo. Já no campo dos matinais de variedades, a emissora terá que sair do zero, e vai encarar uma concorrência ferrenha. Este é o dilema: é melhor um programa que fature, mas não dá audiência, ou um programa que dá audiência, mas não fatura?

Sendo assim, a melhor atitude que o SBT poderia tomar seria encaixar este novo programa num horário que tire espaço apenas do Primeiro Impacto. Seria arriscado, num primeiro momento, mexer no Bom Dia & Cia. O infantil pode não faturar, mas é um produto estratégico da grade da emissora. Ele merece atenção.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio