Ana Furtado é a nossa Ellen DeGeneres brasileira

Publicado em 21/06/2017

Ana Furtado ficou conhecida do grande público por suas participações em novelas e em séries da TV Globo. Entretanto, seu crescimento profissional ficou nítido como apresentadora de entretenimento. Dia desses, eu estava assistindo uma reprise do programa Ponto a Ponto (1996), no qual Ana dividia a apresentação com Márcio Garcia e Dani Winits. Ali vi sua real evolução. Mas a essência de moleca continua a mesma. Mas a maioria das pessoas pode falar, mas se passaram 20 anos, teve que evoluir. Aí, que você se engana. Quem não ama o que faz, não evolui profissionalmente. E, no caso de Ana, isso fica claro em seu olhar. Ela ama essa profissão. Ela já tem tudo o que muitas pessoas buscam: emprego dos sonhos, família linda, etc. Mas, ela acorda cedo, trata todo mundo bem e entrega o que o telespectador quer: entretenimento e um programa com conteúdo de primeira.

Leia também: Carlos Bertolazzi é a cereja do bolo do Fábrica de Casamentos

Hoje, posso dizer, que Ana se tornou uma comunicadora de primeira. Ela se comunica como ninguém. Muitos apresentadores brasileiros têm como referência a americana Oprah Winfrey. Eu já acho a Ana Furtado muito parecida com a engraçada Ellen DeGeneres. Elas têm um senso de humor muito parecidos. Ana não se leva a sério. Brinca com o público como se fosse parte de sua família. Se emociona, sem cair na pieguice. Resumindo, ela é de verdade. Na última semana, ela estava substituindo Fátima Bernardes no Encontro, com seu estilo próprio, ela conduziu a atração com o mesmo frescor que a dona do programa.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.