Adriane Galisteu é o destaque da estreia de Power Couple Brasil

Apresentadora volta à Record TV mostrando a que veio

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Iniciando sua quinta temporada, o Power Couple Brasil teve uma estreia burocrática na Record TV. O programa começou apresentando seus participantes, mostrando as primeiras interações na mansão e realizando a primeira prova valendo prêmios. Assim, a grande novidade da noite foi mesmo a presença de Adriane Galisteu, nova apresentadora da atração.

Após a passagem apagada de Roberto Justus nas duas primeiras temporadas, Gugu Liberato (1959 – 2019) deu uma nova energia à dinâmica do programa, imprimindo toda a sua experiência em game shows. E Adriane Galisteu, escolhida para suceder o loiro, manteve a energia na condução do reality show, trazendo seu jeito ao programa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na Record TV, com seus realities excessivamente roteirizados, destaca-se o mestre de cerimônias que consegue ler o teleprompter sem parecer estar lendo um texto. O que não é tarefa fácil, daí as inúmeras trocas de apresentadores que a emissora promove de tempos em tempos. Marcos Mion fez isso com maestria em A Fazenda, enquanto o próprio Gugu também dominava o Power Couple.

Adriane Galisteu, na estreia, conseguiu cumprir tal desafio com louvor. Extremamente à vontade diante das câmeras, a loira em nenhum momento soou ensaiada. Conseguiu dar ritmo ao texto, trazer naturalidade e, de quebra, ainda encaixou comentários pessoais sempre que possível, marcando presença.

Não surpreende. Adriane Galisteu sempre teve muita presença e domínio de cena nos programas que comandou. É uma boa apresentadora, que não teve sorte nos últimos formatos que conduziu, como o Toda Sexta e Muito Mais, na Band, e Charme, no SBT. Sua volta à Record, onde foi feliz ao comandar o É Show, pode ser uma nova virada em sua carreira.

Mais confinamento

Ainda é cedo para qualquer conclusão mais definitiva sobre o novo Power Couple. Os participantes, como sempre, reúnem famosos e “não tão famosos”, que entraram na “Mansão Power” com muita gana. Os primeiros dias de confinamento já renderam rusgas, o que pode significar o início de uma temporada movimentada.

O que difere o Power Couple de outros realities de confinamento, além da presença de casais, são os inúmeros jogos que acontecem ao longo da semana. Isso dá ao formato uma cara de game show que é interessante de se acompanhar. Neste ano, a promessa é que o confinamento ganhará mais espaço nas edições diárias do programa.

Esse deve ser o risco da temporada. O público acaba de acompanhar um confinamento de 100 dias no BBB 21, na Globo. Por mais que a falta de entretenimento inédito ainda seja uma realidade no contexto da pandemia, é preciso cuidado para não promover uma “overdose” do formato.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio