Com boa audiência e alta repercussão, BBB20 diz a que veio

Hadson, Felipe e Lucas BBB20 (Foto: Reprodução/Globo)
Publicidade

Quando se falou que a vigésima edição do Big Brother Brasil, reality show da Globo, teria digital influencers entre seus participantes, muitos torceram o nariz. Afinal, realities com personalidades da internet têm um histórico de fiasco na TV brasileira. Além disso, acreditava-se que seria um tipo de personagem que, com muito a perder, faria de tudo para preservar sua imagem. Porém, contrariando todas as expectativas, a mistura entre “famosos” e anônimos do BBB20 tem funcionado muito bem.

Claro, o sucesso não está apenas na presença dos influencers. Na verdade, o BBB20 foi bastante feliz na escolha do elenco como um todo. Há um grupo ali que funcionou bem, com concorrentes realmente dispostos a jogar. Ao contrário do que aconteceu no ano passado, quando os participantes não queriam chamuscar suas imagens para tentar angariar seguidores, aqui os “brothers” estão realmente envolvidos com o jogo. Para quem assiste, é positivo, afinal, a casa está agitada.

O BBB20 começou a acontecer quando um grupo de homens, formado por Hadson, Petrix, Lucas e Felipe (entre outros), teve a “brilhante” ideia de promover um teste de fidelidade com as meninas comprometidas. Logo, o plano foi descoberto e a casa se dividiu entre os “machistas” e o grupo das mulheres, liderado por Marcela, Giselly e Thelma, e seus simpatizantes. Ou seja, os heróis e vilões ganharam força, como uma boa narrativa de BBB deve ser. A divisão da casa influi diretamente na torcida de quem assiste, fazendo o reality se tornar assunto. Foi o que aconteceu.

Temas importantes

A dinâmica é positiva em vários sentidos. Primeiro, porque oferece ação ao espectador. Afinal, quem assiste ao BBB20 não quer que a casa entre num marasmo. O motor da competição é a emoção. E o segundo ponto, o mais interessante, é que a rotina da casa está pautando o público para debates realmente oportunos. O BBB20 colocou luz em discussões sobre machismo, racismo e assédio. Nada mal para um programa que sempre foi acusado de ser superficial.

“Próximos capítulos”

Porém, agora fica a dúvida sobre o futuro do BBB20. O paredão desta terça-feira (11) eliminou Hadson, um dos protagonistas da edição. Com atitudes controversas e um tanto machistas, ele acabou se tornando o grande alvo do grupo das mulheres. Sua eliminação, portanto, se tornou inevitável.

Mas fica a dúvida acerca do futuro do reality. Sem uma de suas principais peças, o BBB20 tende a ficar menos agitado. Felipe e Lucas devem ser os “resistentes” do grupo dos “machos”, mas eles devem perder força sem a presença de Hadson. Porém, o BBB20 pode mudar o eixo de sua narrativa, focando mais nas desventuras amorosas de Gabi, Guilherme e Bianca Boca Rosa. Isso deve garantir o interesse do público por mais alguns capítulos. A conferir.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.   

Publicidade