Reprise de Belíssima reafirma força da personagem Bia Falcão

Publicado há 3 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Belíssima, atual cartaz do Vale a Pena Ver de Novo, pode não ser nenhum grande clássico da teledramaturgia. Mas, verdade seja dita, a trama de Silvio de Abreu é centrada numa personagem deliciosa: Bia Falcão (Fernanda Montenegro). Bia Falcão, a vilã, além de ser a força motriz da trama, ainda é sua principal atração, com suas frases mordazes e suas armações.

A avó da protagonista Júlia Assumpção (Glória Pires) é uma frasista de mão cheia. Cheia de personalidade, manipuladora até as últimas consequências e dona de um mau humor crônico. Bia está sempre a reclamar de tudo e de todos. É daquelas personagens que representam bem o típico rico esnobe, com o nariz empinado, e que se coloca sempre num pedestal. E que não admite ser contrariada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Programa do Ratinho vence Central da Copa e conquista o primeiro lugar na audiência

Bia Falcão vive a destratar, sem papas na língua, sua neta Júlia, sem perder nenhuma chance de jogar no chão sua autoestima já bastante debilitada. Bia também diminui o irmão Gigi (Pedro Paulo Rangel) e persegue, implacavelmente, a mocinha Vitória (Claudia Abreu). E a chama dos maiores impropérios. Além disso, Bia vive os “problemas da classe alta”. Ontem (20), foi ao ar uma cena em que Bia reclamava do quanto era ruim voar de helicóptero. Coitada!

Tantas frases cortantes fizeram com que Bia Falcão ganhasse sobrevida na internet. Belíssima foi exibida entre 2005 e 2006, época em que o YouTube mal existia, e que as redes sociais engatinhavam. Porém, anos depois, uma cena em que Bia conta ao advogado Medeiros (Ítalo Rossi) a péssima experiência que é visitar sua neta na casa de Vitória ganhou a internet. Foi nesta cena em que ela proferiu o bordão “pobreza pega!”. Na sequência, ela enfatiza que “prende o ar sem querer! sem querer!” a cada visita. De quebra, reclamou da gentileza da empregada. “E os biscoitinhos daquela pobre diaba daquela empregada? São letais!”, exclamou.

As frases de Bia Falcão ganham ainda mais poder na voz de Fernanda Montenegro, simplesmente espetacular dando vida à vilã. E Bia evidencia ainda mais a força dos “memes”. Poucos podem se lembrar da trama de Belíssima, mas Bia Falcão sobreviveu ao fim da trama graças às suas frases poderosas e à força das redes sociais. E a exibição de Belíssima no Vale a Pena Ver de Novo dá a chance do espectador relembrar que Bia vai muito além dos “memes”. Cada cena dela é um espetáculo à parte.

Bia Falcão e as vilãs dos anos 2000

Muitas novelas dos anos 2000 ficaram marcadas por conta da força de suas vilãs. Antes de Bia Falcão, megeras como Laura Prudente da Costa (Claudia Abreu), de Celebridade, e Nazaré Tedesco (Renata Sorrah), de Senhora do Destino, já haviam caído no gosto popular. E esta última, assim como Bia, ganhou sobrevida na internet, graças aos “memes”. A grande diferença entre elas é que Laura e Nazaré seguravam o público no bom humor. Já Bia Falcão era o contrário: mal humorada até a medula!

Mais jornalístico, Hoje Em Dia tem apresentadores demais

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio