Completando seis anos no Encontro, Fátima Bernardes se mostra cada vez mais à vontade no entretenimento

Publicado há 3 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta semana, o Encontro com Fátima Bernardes está comemorando seis anos no ar. Da estreia para cá, o programa foi se transformando para atender os desejos dos telespectadores.

Fátima Bernardes revela que foi questionada pela mãe quando decidiu sair do JN

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como resultado, a atração, que no início enfrentava dificuldade para se manter na liderança, hoje nem lembra que tem concorrentes. Sim, é bem verdade que muitas vezes as pautas não são abordadas como deveriam, pois falta aprofundamento, mas ainda assim o Encontro cumpre sua missão de informar e entreter.

Há seis anos no Encontro, Fátima Bernardes vive melhor momento

Ou seja, seis anos depois, é possível afirmar com certeza que a Globo acertou ao trocar os infantis por uma programação matinal ao vivo e destinada aos adultos. E Fátima Bernardes, sem a menor sombra de dúvidas, que assumiu o risco de deixar um posto estável na bancada do Jornal Nacional, serve como exemplo de que vale a pena investir no sonho, pois, além de jornalista renomada, agora é também um dos principais nomes do entretenimento nacional.

Esse seu lado distante do hard news, cabe dizer, já era conhecido, afinal, não por acaso ostentava o título de Musa da Copa, por seu desempenho nas coberturas esportivas da Globo.

Ela dança, canta, paga micos, fala da vida pessoal (sem se expor além do que julga necessário) e conduz com leveza e bom humor o Encontro, sempre atenta e interessada seja nos convidados famosos ou na plateia.

A questão é que a soma de todas essas qualidades resulta em uma excelente companhia para o público matinal. Com Fátima Bernardes – que está cada dia mais bonita – o Encontro deve ter vida longa na TV. É, sem dúvidas, a nossa Oprah Winfrey.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Fátima Bernardes fala dos seis anos do Encontro

“Eu acho que, ao longo desses seis anos, o programa foi encontrando o seu perfil. A ideia inicial era juntar anônimos e famosos para que eles conversassem sobre temas atuais variados. Ao longo do tempo, a gente conseguiu acrescentar a isso – a essa conversa e a esse encontro – a música e a minha própria participação de uma maneira mais natural e solta. Acho que o que evoluiu muito é que a gente conseguiu um perfil de assuntos para o programa que é sempre estar ligado a questão do respeito ao outro, aos direitos humanos, e temas que realmente nos façam refletir sobre como podemos tornar o mundo melhor”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio