RedeTV! retoma programação infantil, mas de um jeito esquisito

Publicado há 3 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na manhã da última segunda-feira (18), a RedeTV! resgatou o título TV Kids, que nomeou uma faixa de desenhos animados que a emissora manteve entre 2006 e 2013 (com algumas pausas). Em suas versões anteriores, TV Kids foi caracterizado pelas animações nipônicas, como Fullmetal Alchemist e Pokémon. Desta vez, o programa retornou tendo como público-alvo as crianças em idade pré-escolar.

A atual faixa, exibida entre 9h e 9h20, apresenta duas atrações: o Momento Kids e o desenho Pororo. O primeiro é uma produção própria da emissora, que traz uma personagem misteriosa, a tia Dani, manipulando uma boneca e narrando situações, e da qual só se ouve a voz e se vê as mãos. Já Pororo: O Pequeno Pinguim é uma animação coreana educativa, exibida por aqui também no Discovery Kids.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Trata-se de uma opção, no mínimo, esquisita, da emissora. Primeiro, porque o título TV Kids ficou fortemente marcado pelas animações de aventura e ação, voltadas para crianças mais velhas e pré-adolescentes. O canal já teve uma faixa de desenhos para crianças mais novas em 2007, mas era chamada de TV Clubinho. Ao resgatar o nome TV Kids, a emissora criou uma expectativa nos fãs de animes, que se decepcionaram ao ver que a atração já não é mais a mesma.

Além disso, o segmento Momento Kids é uma produção de gosto bem duvidoso. A ideia de se contar uma história em tom lúdico e com brincadeiras de criança é boa, mas o roteiro e a execução do segmento são tão fraquinhos, que provavelmente nem mesmo criança em idade pré-escolar deve se interessar. Além disso, esta produção ocupa mais de dez minutos do programa, tempo suficiente para entediar quem está assistindo.

Mesmo assim, é louvável que a direção da RedeTV! demonstre interesse em retomar uma programação infantil, num momento em que este público anda tão sem opções na TV aberta. A emissora, carente de boas alavancas em sua grade de programação, devia investir ainda mais neste nicho, já que se trata de um público que dificilmente decepciona. Fica agora a torcida para que o canal volte a contemplar, também, os mais velhos. A promessa é que Pokémon volta em janeiro. Vamos ver.

Buddy Valastro é “estranho no ninho” em Dancing Brasil Especial

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais