Ao tratar de assédio sexual, Malhação: Viva a Diferença presta importante serviço

Publicado há 3 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Malhação: Viva a Diferença, com o perdão da redundância, está fazendo a diferença na trajetória da novelinha teen. A trama de Cao Hamburger tem tratado de diversos temas do universo adolescente sem carregar aquele tom de “tiozão” tentando passar lição de moral. Pelo contrário: a abordagem é correta, verossímil e muito eficiente. Nesta semana, ao tocar no polêmico assunto do assédio sexual, a trama pôs o dedo na ferida de maneira responsável e contundente.

Na trama, K1 (Talita Younan) vinha sofrendo constantes assédios do namorado de sua mãe. A menina se calou e mudou de comportamento. Ao ser questionada pela amiga Keyla (Gabriela Medvedovski), K1 acabou desabafando, revelando que o namorado de sua mãe a assedia verbalmente, lhe dando presentes e chegando até a espiá-la nua no banho. Horrorizada, Keyla convenceu a amiga a conversar com a diretora Dóris (Ana Flávia Cavalcanti), que a orientou a procurar a delegacia da mulher.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Toda a sequência foi muito sensível e emocionante, seja pelo talento dos atores envolvidos, seja pelo texto certeiro. A trama repete na tela algo que, infelizmente, acontece muito na vida real: crianças e jovens que sofrem assédio ou abusos por pessoas bastante próximas delas, muitas vezes dentro da própria casa. Ou seja, a abordagem mostrada em Malhação: Viva a Diferença encontra ecos na vida real e, portanto, convence. K1 fechou-se porque chegou a se sentir culpada por estar sofrendo assédio, sensação comum entre vítimas de abusadores. A jovem, então, contou com boas orientações da amiga e da diretora de sua escola para fazer com que a situação mudasse.

Ou seja, Malhação conseguiu deixar uma importante mensagem ao seu público. A trama cumpre sua missão de, também, conscientizar sua audiência e promover o merchandising social, mas o faz sem qualquer tatibitate ou tom panfletário. O tema foi tratado com a seriedade que merece, mostrou uma situação e apontou um caminho. Com isso, prestou um importante serviço. Mais um acerto desta temporada, cuja trajetória tem sido bastante feliz.

Efetivar Sophia Abrahão no Vídeo Show é um erro da Globo

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio