Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Entrevista

Um Casamento Perfeito, peça com Junno Andrade e grande elenco, volta com plateia total

No ar na novela Poliana Moça, do SBT e em cartaz no teatro, Junno, namorado da Xuxa, está feliz com os seus novos trabalhos

Publicado em 30/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Junno Andrade está em cartaz no teatro com a peça “Um Casamento Feliz” e como Renato Araújo, um professor de música e ex-roqueiro em Poliana Moça do SBT. Na trama o seu personagem é charmoso, bonitão e gente fina, é um talentoso musicista que canta muito bem e toca diversos instrumentos.

Um verdadeiro Don Juan com um jeitão todo extrovertido e engraçado, ainda apegado ao seu passado de sucesso, quando cantava com sua banda.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Chega na escola Ruth Goulart para assumir as aulas de música e lida bem com todos, as crianças, os pais e os professores, mas é super desorganizado na parte pedagógica ao entregar notas e aplicar provas.

Quando ainda era um jovem em busca de fama com sua banda de garagem, teve um namoro com Ruth, algo intenso e significativo para ambos. Os dois ficaram balançados, mas hoje ele namora Helô, a melhor amiga da diretora, o que vai causar muito conflito entre os três, já que ele passa a gostar das duas ao mesmo tempo.

Junno Andrade como Renato Araújo, um professor de música e ex-roqueiro em Poliana Moça do SBT.

A peça conta a história de Henrique (Fábio Villa Verde) um solteirão convicto que, para ter direito à herança milionária de uma tia, vive um casamento de mentira (a condição para ele receber o dinheiro é que se case por, no mínimo, um ano).

A confusão começa quando o protagonista aceita a proposta de um amigo advogado Roberto (Junno Andrade), para forjar um casamento fake com o seu melhor amigo hétero Dodô (Renato Rabelo). Porém essa história não agrada em nada a sua namorada Elsa (Regiane Cesnique) nem ao seu pai, o religioso Edmundo (Marcos Weinberg).

“A peça está em cartaz desde 2019 com essa formação. A produção é minha junto com o Marcos Pasquim e Renato Rabelo e a direção é minha e do Renato Rabelo. Estávamos em cartaz no Rio de Janeiro, lotando os teatros quando veio a pandemia e tivemos que parar em 2020. Durante o lockdown nós filmamos a peça e exibimos em plataforma virtual. No final do ano de 2020, com uma pequena abertura, viemos inaugurar um teatro no shopping da Mooca. Mas a pandemia novamente fechou os teatros. Agora, de forma plena estamos lotando o teatro UOL com a ocupação máxima” declarou Fábio Vila Verde.

Peça Um Casamento Feliz /Reprodução

Na entrevista a seguir, o ator nos contou como foi o seu retorno para as telinhas do SBT, onde estreou na novela Coração Feridos (2012).

RODRIGO CERIBELLI- Como foi o seu retorno no SBT, depois de trabalhar com a Íris Abravanel na novela Coração Feridos.

JUNNO ANDRADE- Senti uma alegria muito grande, reencontrei as pessoas que trabalhavam na época da minha primeira novela, há mais de 10 anos. Está sendo muito gratificante estar de volta aqui na casa, eu gosto do ambiente, gosto das novelas e ainda sou fã das novelas feitas para família.

 “O público infantil já está me reconhecendo na rua por causa do professor Renato”.

RC- Como é o seu personagem na peça “Um Casamento Feliz”.

JA- É um cara que adora a sua vida de solteirão convicto e pegador. O Henrique (Fabio Villaverde) teve na família a morte de sua tia rica, e para colocar a mão na herança, ele terá que cumprir as condições do testamento e para isso, por exigência da tia, ele terá que se casar, aí é onde entra meu personagem, o Roberto Tavares, um advogado muito bem articulado que vai tentar convencê-lo a casar com um homem, o Dodô (Rebato Rabelo).

RC- Em 2020, a direção da peça transformou o espetáculo de forma virtual, com o intuito de levar entretenimento ao público no auge da pandemia. Agora, a peça volta de forma presencial, com ocupação total da plateia. Como é essa conexão com público depois de todo contexto pandêmico?

JA- Foi bem difícil enfrentar a pandemia, estávamos a todo vapor, e com isso o entretenimento foi a primeira coisa a parar.

Por causa de alguns problemas fizemos a peça de forma online, foi uma experiência diferente, era como se estivéssemos gravando uma novela, sem público, risadas e aplausos…

RC- Como você enxerga as semelhanças e diferenças nos contextos românticos desses seus dois personagens? O que o público pode esperar de ambos?

São personagens bem distintos mesmo, eu diria, a semelhança de repente está no fato dos dois terem que articular um “jogo” digamos assim, para que algo dê certo.

O Renato tem que se virar para se manter no namoro e sem perder o emprego, já que namora a melhor amiga da chefe. Já o Roberto tem que convencer o amigo a fazer algo inusitado para não perder a herança.

“O público pode esperar bons motivos pra rir dos dois“.

Essa comédia francesa foi um grande sucesso na França, Espanha, Inglaterra e vários outros países.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....