Saiba como será a segunda edição do Especial Falas Negras, da Globo

Especial vai mostrar o impacto do racismo estrutural no mercado de trabalho, por meio de cinco personagens

Publicado em 18/10/2021 21:48
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Especial que deu origem ao Projeto Identidade, Falas Negras terá uma segunda edição na Globo, também exibida em 20 de novembro, dia da Consciência Negra. A proposta do programa é traçar um paralelo entre passado, presente e futuro para contar a história dos negros e discutir o racismo estrutural, mas haverá diferenças em relação ao conteúdo apresentado no ano passado. A cantora Alcione, em companhia de Caio Prado, fará uma performance da música “Eu não sou Seu Negro Não”.

O ponto alto do especial será uma surpresa para os personagens: todos serão convidados para uma experiência que vai proporcioná-los emponderamento, valorização e plenitude.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Falas Negras mostrará a rotina de cinco pessoas: uma médica, uma professora, uma empreendedora, um garoto que faz entregas e um pedreiro. Eles retratam toda a diversidade religiosa, etária e cultural que ajuda a construir o mosaico da população negra.

Racismo Estrutural

Antes de apresentar os cinco personagens, o especial começará com um experimento social, no qual pessoas serão convidadas a descrever profissionais de múltiplas áreas para um desenhista. De acordo com o plano comercial, os resultados vão ratificar os “pré-conceitos que existem na sociedade”, como por exemplo, o de que um gari é sempre preto e o CEO de uma empresa, branco. Em seguida, dados estatísticos ajudarão a dimensionar o exato impacto do racismo estrutural no mercado de trabalho.

Falas Negras vai ao ar em 20 de Novembro, sábado, após Um Lugar ao Sol. Ao longo deste ano, a Globo já exibiu outros especiais como Falas da Terra, Falas de Orgulho e Falas da Vida, que deram voz e visibilidade para parcelas da população que costumam ser marginalizadas pela sociedade.

Gostou deste texto? Siga-me no Twitter

Leia outros textos de autoria de Piero Vergílio

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio