Globo define a ordem da dobradinha do Vale a Pena Ver de Novo

Estratégia rende bons números, mas desagrada noveleiros

Publicado em 24/09/2021 14:16
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Estratégia adotada pela Globo para impulsionar a reprise que chega ao Vale a Pena Ver de Novo, a dobradinha de novelas irá se repetir. Entre 4 e 8 de outubro, o público assistirá aos primeiros capítulos de O Clone (2001), seguidos dos desfechos de Ti-ti-ti (2010).

Embora numericamente isso traga bons resultados, a estratégia quase sempre é contestada pelos noveleiros. Tendo em vista a manutenção da Sessão da Tarde, na prática, duas tramas acabam espremidas no espaço de uma.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Para adequar-se ao tempo, as duas novelas acabam sendo desconfiguradas e capítulos são divididos. As emoções finais de Por Amor, em 2019, e Avenida Brasil, em 2020, foram ao ar em dois dias. O mesmo vale para a história que está em seu início.

As quartas-feiras, dias em que a emissora exibe futebol, a correria pode ficar ainda mais explícita. O antepenúltimo capítulo de Por Amor, por exemplo, teve míseros 19 minutos de arte.

O Clone em Vale a Pena Ver de Novo

Prestes a completar 20 anos de sua primeira exibição, ‘O Clone’ trouxe ao grande público, em 2001, assuntos pouco explorados na teledramaturgia da época, como a clonagem humana que partiu da curiosidade da autora Glória Perez pelo caso da ovelha Dolly – e a cultura árabe, retratada através dos costumes das famílias que moravam no Marrocos. 

 história acompanha a trajetória de vida de Jade (Giovanna Antonelli) e Lucas (Murilo Benício). Em 1980, ela, brasileira filha de muçulmanos, é obrigada a se mudar para o Marrocos após a morte de sua mãe, Sálua (Walderez de Barros). Jade se sente uma estrangeira no Brasil e também no Marrocos, com dificuldades de se adaptar a cultura local.

Lá, ela se apaixona pelo brasileiro Lucas, que está viajando em companhia de seu irmão gêmeo, Diogo, do pai Leônidas (Reginaldo Faria) e sua namorada, Yvete (Vera Fisher), e do cientista Albieri (Juca de Oliveira), que já trabalha com clonagem de gado.

Por conta da religião, Jade não pode namorar, muito menos um ocidental. Mesmo assim, ela e Lucas se encontram às escondidas e fazem juras de amor eterno. Mas seu tio Ali (Stênio Garcia) tem planos de casar a moça com Said (Dalton Vigh), um promissor comerciante marroquino.

Yvete chega ao Marrocos um dia antes do noivo e se envolve com Diogo (Murilo Benício) que, sem saber, é filho de Leônidas. A traição resultará na briga entre pai e filho, que culminará no acidente aéreo que matará Diogo. I

Inconformado com a morte do afilhado favorito, Albieri toma coragem para fazer uma experiência de clonagem humana. A partir de células de Lucas, o geneticista faz o primeiro clone humano, cujo embrião é implantado acidentalmente na barriga de Deusa (Adriana Lessa), que sonha em ser mãe.

Gostou deste texto? Siga-me no Twitter

Leia outros textos de autoria de Piero Vergílio

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio