Com ou sem Mion, Globo garante Caldeirão em 2022

Afiliada já vendeu cota de patrocínio do Caldeirão até o primeiro semestre do ano que vem

Publicado em 21/09/2021 13:50
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Oficialmente, a Globo ainda tenta manter o mistério, mas a emissora já decretou o futuro do Caldeirão: com ou sem Marcos Mion, a atração tem permanência assegurada na grade no próximo ano. Uma das afiliadas disponibilizou o plano comercial da atração, no qual informa que a cota de patrocínio local já está vendida até junho de 2022. Isso significa que, mesmo que haja uma nova troca de apresentador, o programa não deve sair do ar.

Em toda a sua comunicação oficial, a Globo, curiosamente, tem frisado que a presença de Mion no Caldeirão tem data de validade: até dezembro deste ano. Questionado pela imprensa, ele se limita a dizer que a proposta já veio dessa forma.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mion quer ficar

Se, oficialmente, o ex-comandante de A Fazenda tem adotado a cautela, nas redes sociais ele já deu claras demonstrações de que o seu desejo é permanecer nesta faixa. Para isso. Mion tem interagido e replicado manifestações de telespectadores que pedem que ele seja fixado no posto.

Com Mion, o Caldeirão deixou de lado as pautas de emoção para resgatar um tom mais anárquico. Um dos quadros que mais repercutem nas redes é o Isso A Globo Mostra, onde o apresentador faz análises de momentos que marcaram a programação.

Com a surpreendente saída de Tiago Leifert, seu nome ganhou ainda mais força entre o público para assumir o BBB22. Mas, tudo leva a crer, Tadeu Schmidit, atualmente no Fantástico, deve ser o escolhido. Há de se considerar também o desejo do próprio Mion: em seus stories, ele já reforçou sua vocação para o palco;: por força das circunstâncias, ele se tornou um apresentador de reality, mas que gosta mesmo é de estar a frente de um auditório.

E se Mion quer ficar, não há porque a Globo fazer mudanças. O programa está alcançando boa repercussão nas redes, com índices satisfatórios. Ao invés de arriscar e começar do zero (de novo), a emissora deveria concentrar seus esforços para criar novos quadros para o “Caldeirola”.

Gostou deste texto? Siga-me no Twitter

Leia outros textos de autoria de Piero Vergílio

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio