Surto de Covid na CNN Brasil atinge quarto apresentador: Roberto Nonato recebe alta

Titular da CNN Rádio se recupera em casa após dez dias internado em São Paulo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O surto de coronavírus na CNN Brasil atingiu o quarto apresentador em menos de um mês. Roberto Nonato, titular da CNN Rádio, recebeu alta médica após dez dias internado no Hospital Vitória, localizado no Jardim Anália Franco (zona leste de São Paulo).

Além de Nonato, contraíram a Covid-19 os apresentadores Rafael Colombo e Elisa Veeck, do CNN Novo Dia, e Marcela Rahal, titular do Live CNN. Todos se recuperaram e já voltaram ao trabalho. O radialista se recupera em sua casa e deverá retornar ao CNN Manhã nas próximas duas semanas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Tive dor de cabeça forte, febre e dificuldade pra respirar. Depois do PCR [teste do cotonete], os sintomas aumentaram e procurei o médico. Agora estou melhor, me recuperando em casa com exercícios e retomada da capacidade pulmonar. Logo estarei de volta”, afirmou Roberto Nonato à coluna.

O apresentador trabalhou presencialmente até 19 de março, quando o surto de Covid já havia começado na emissora (o estúdio da CNN Rádio está situado no mesmo prédio da TV, na Avenida Paulista). Na ocasião, Rafael Colombo cumpria uma semana de quarentena após o teste positivo para a doença.

No dia 22, Elisa Veeck e Marcela Rahal foram afastadas, respectivamente, do CNN Novo Dia e do Live CNN, depois de receberem diagnóstico para Covid-19. Nonato passou a comandar o CNN Manhã de sua casa, enquanto a outra titular do programa de rádio, Larissa Calderari, permaneceu na sede do canal.

Após o teste positivo, Nonato deixou temporariamente o CNN Manhã. Desde 29 de março vem sendo substituído por Camila Olivo. Os outros três apresentadores se recuperaram da Covid-19 e retornaram ao trabalho: Rafael Colombo no dia 29; Elisa Veeck e Marcela Rahal na última segunda-feira (5).

Casada com Colombo, Marcela continuou trabalhando presencialmente mesmo convivendo com o marido infectado. A situação incomodou a equipe nos bastidores, segundo apuração da coluna. Internamente, a emissora justificou aos funcionários que a apresentadora do Live CNN já tinha contraído a doença no passado, ignorando a possibilidade de reinfecção, que de fato ocorreu dias depois.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio