Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Gravação viralizou

Rolês aleatórios e série de TV: o que o campeão italiano Baresi veio fazer no Brasil?

Vencedor da Copa do Mundo e da Champions League encontra Neguinho da Beija-Flor, Bebeto e outros famosos

Publicado em 28/09/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

O que o multicampeão Franco Baresi, lenda do futebol italiano, veio fazer no Brasil? A visita surpresa intrigou a internet após o ex-jogador ter viralizado cantando Volare (Nel blu dipinto di blu) com Neguinho da Beija-Flor no Rio de Janeiro. O “rolê aleatório”, como foi chamado nas redes sociais, foi programado. O sambista participou de uma série de TV estrelada pelo zagueiro, com gravações em cinco cidades brasileiras.

Baresi tem uma relação de “amor” e “ódio” com o Brasil. Integrou o elenco da Itália que conquistou a Copa do Mundo de 1982 após eliminar a mágica seleção de Zico, Sócrates e Falcão na Copa do Mundo de 1982. Depois de ter conquistado três edições da Champions League pelo Milan, perdeu para o São Paulo na Copa Intercontinental de 1993 e desperdiçou uma das cobranças de pênalti na decisão do Mundial de 1994, imortalizado pelo grito de Galvão Bueno: “É tetra!”.

O futebol uniu Franco Baresi e o Brasil dentro e fora dos gramados. Por isso, o ex-zagueiro e atual vice-presidente do Milan escolheu o país sul-americano para inaugurar os trabalhos da série documental Facing Fate, criada por Federico Tavola e dirigida por Dayyán Morandi, em uma produção do Grupo LX.

“São emoções diferentes e situações diferentes. Pessoalmente, me toca muito todas essas experiências com as pessoas aqui no Brasil. Elas me emocionam muito, e também gostaria de compartilhar com os espectadores o que vivi em campo”, explicou Baresi durante entrevista coletiva da qual a coluna participou.

Franco Baresi grava série documental Facing Fate (Divulgação)

Na série, Baresi conversará com famosos e anônimos sobre questões sociais e pessoais, de problemas de saúde a falta de dinheiro, e usará sua experiência no futebol para motivar o público a superar as dificuldades. Segundo Federico Tavola, que também assina a biografia do atleta italiano, o documentário tem previsão de estreia para o final de janeiro de 2022 e está sendo negociada com emissoras de TV.

Além de Neguinho da Beija-Flor, Baresi conversou com o tetracampeão Bebeto, seu “rival” na final da Copa do Mundo de 1994, e o pugilista Hebert Conceição, medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

No Brasil, Baresi gravou cenas em São Paulo, Foz do Iguaçu, Rio de Janeiro, Salvador e Manaus, onde concluiu sua temporada no país no último domingo (26). Também estão previstas viagens para França, México, Japão, África e Leste Europeu.

Siga o colunista no Twitter e no Instagram.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....