Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
"Melhor" para quem?

Raiva, insônia e ansiedade: a Olimpíada na Globo está despertando “o pior de nós”

Brasileiros irritados com os Jogos transformam slogan de emissora em meme nas redes sociais

Publicado em 04/08/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A internet quer saber onde a Globo estava com a cabeça ao criar o slogan “Olimpíada de Tóquio: despertando o melhor de nós”. Desde o início dos Jogos, há duas semanas, as competições deixaram o brasileiro à flor da pele. Raiva, insônia e ansiedade: alguns dos sintomas que estão mais para “pior” do que “melhor” e que o público sente ao ver a delegação nacional disputando medalhas no Japão.

Convenhamos: o slogan da Globo é criativo. Afinal, precisamos despertar (no sentido de “acordar”) cedo para acompanhar as modalidades esportivas por causa do fuso de 12 horas. As sucessivas doses de euforia e irritação, entretanto, transformaram a frase em meme, especialidade do brasileiro nas redes sociais.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A coluna, que também está passando raiva na Olimpíada, destaca dez momentos que deixaram o brasileiro longe do “melhor”, como a Globo prometeu despertar no público.

O exemplo mais recente ocorreu logo nesta quarta-feira (4). A seleção feminina de vôlei bateu o Comitê Olímpico Russo por 3 sets a 1, mas a classificação para a semifinal olímpica não foi tranquila. Comemoramos cada ponto com mais felicidade quando a bola afundava o rosto das adversárias.

A comemoração não partia somente do público, mas também do próprio time de comentaristas da Globo. Não é, Thaisa? A bicampeã olímpica de vôlei tem representado muito bem a torcida com seu deboche.

O vôlei de praia também provocou ataque de nervos no público. Ana Patrícia e Rebecca perderam para a dupla suíça Vergé-Dépré e Heidrich, mas a derrota foi menos dolorosa do que ouvir os gritos das oponentes.

As disputas dos brasileiros viraram “teste para cardíaco” para os narradores da Globo e do SporTV. Galvão Bueno que o diga, ao viralizar reagindo ao desempenho de Rebeca Andrade na final da ginástica artística.

Daniel Pereira, o Dandan, não escondeu o desânimo ao narrar uma luta de apenas 30 segundos no judô!

Houve também este momento: Dandan quase abandonou a transmissão do SporTV quando viu a judoca Maria Portela sendo prejudicada pela arbitragem.

A vontade de agredir juízes olímpicos uniu o Brasil também quando Gabriel Medina recebeu notas baixas e saiu sem medalha no surfe.

Por falar em Medina, se fofoca fosse modalidade olímpica o Brasil levaria medalha de ouro!

E o que dizer do espírito olímpico do brasileiro que comemora a queda de crianças no skate? Até o prefeito do Rio de Janeiro, organizador da edição anterior dos Jogos, entrou na zica!

Globo, ainda estamos esperando quando a Olimpíada despertará o “melhor” de nós!

Siga o colunista no Twitter e no Instagram.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....