Dubladora de Sophie Charlotte em série da Globo acha estranhamento natural: “Maior desafio de todos”

Especialista em heroínas, Carol Valença é a voz de Aracy de Carvalho em Passaporte para Liberdade

Publicado em 29/12/2021 21:12
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Especialista em heroínas, Carol Valença encarou o principal desafio de sua carreira na dublagem: interpretar uma das atrizes mais conhecidas do Brasil. É dela a voz de Aracy de Carvalho, protagonista da série Passaporte para Liberdade, interpretada por Sophie Charlotte, que por questões de agenda não pôde dublar sua personagem. Totalmente gravada em inglês, a primeira coprodução da Globo com a Sony Pictures Television precisou ser dublada para ir ao ar na TV aberta.

Desde as primeiras chamadas até a exibição dos capítulos, os espectadores têm estranhado ouvir Sophie Charlotte com outra voz. Carol Valença concorda com essa impressão. Em entrevista exclusiva à coluna, ela classifica Passaporte para Liberdade um de seus trabalhos mais difíceis fala como se empenhou para entregar uma dublagem perfeita.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“É a primeira vez que dublo uma atriz brasileira. Não tive dificuldade técnica porque estava tudo em inglês, idioma que estamos acostumados a dublar, mas dar voz a uma atriz brasileira conhecidíssima do público é o maior desafio de todos. Sophie é uma atriz maravilhosa, todo mundo conhece a interpretação e a voz dela. Quando o olho do telespectador bate na tela, vê a Sophie e ouve outra voz, é impossível não criar uma estranheza. O estranhamento acontece naturalmente só pelo fato de as vozes serem diferentes, mas acho que o público, uma vez dentro da série, vai virar a chavinha e se deixar levar, porque é uma história forte demais, muito importante e que não podemos esquecer. Precisamos lembrar sempre contra isso que aconteceu para não permitir que isso um dia aconteça novamente. A série está linda, um primor, muito bem feita, muito bem interpretada pelos atores, e eu precisava entregar algo compatível com o tamanho dela. Foi uma grande responsabilidade. Estou muito feliz por ter participado”, comemora Carol Valença.

Para suavizar o estranhamento, a dubladora de 38 anos se atentou à ótima interpretação de Sophie Charlotte e à construção da protagonista. Aracy de Carvalho exigiu das duas atrizes uma dedicação superior à de qualquer outro trabalho.

“Não tem como ‘resolver’, porque minha voz logicamente é diferente da dela. Eu não ia entrar ali tentando imitar a voz da Sophie porque sei que não daria certo e eu acabaria prejudicando a interpretação. O que fiz foi não pensar na Sophie. Pensei na Aracy que ela criou. Claro, tentando aproximar o tom para não causar tanto estranhamento, mas me preocupando muito mais com a personagem”, explica a dubladora.

Escolhida por Maíra Góes, diretora de dublagem, e aprovada por Jayme Monjardim, diretor de Passaporte para Liberdade, Carol Valença pode não se parecer com Sophie Charlotte, mas tem a voz ideal para heroínas e personagens fortes como Aracy, que salvou centenas de judeus trabalhando no consulado brasileiro em Hamburgo, em plena Alemanha nazista. Entre seus papéis mais marcantes, estão Supergirl (da série homônima), Abby Anderson (do game The Last of Us 2) e Luffy (do anime One Piece).

“As heroínas têm essa característica de serem mais fortes, mais determinadas. Elas têm medos, mas lidam com eles de outra forma, elas vão para cima em busca daquele objetivo. Não diria que existe um tom de heroína para todas, mas acho que essa determinação se mostra na voz. Fiz teste com a Maíra Góes, que me explicou o desafio. O teste passou pelo Jayme [Monjardim] porque a equipe precisava entender como a Aracy iria ser vocalmente representada, e para achar esse lugar dela foi um trabalho cuidadoso deles. Acho que foi um desafio para todo mundo”, afirma.

Carol dublou em São Paulo, enquanto Maíra Góes conduziu a direção no Beck Studios, no Rio de Janeiro. Apenas dois atores da série puderam repetir seus papéis: Tarcísio Filho, “novato” no ramo, e Rodrigo Lombardi, fã de dublagem. O intérprete de João Guimarães Rosa encontrou seu par romântico virtualmente, durante a captação das vozes.

“Foi muito legal falar com ele e ele comigo: ‘Carol, que legal te conhecer!’. Falei que a série estava linda. Como ele gravou, sabia o processo para chegar ao personagem. Ele até dava umas ideias acerca do que estava acontecendo naquela cena, de qual o direcionamento recebido pelo diretor naquele momento, a intenção da personagem. Foi muito legal, me ajudou muito! Rodrigo é um amor, um príncipe”, elogia a voz de Aracy de Carvalho.

Siga o colunista no Twitter e no Instagram.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio