Dez anos depois, fofoqueiro diz como tentou salvar gafe de Claudete Troiano: “Minutos intermináveis”

Apresentadora virou meme ao mandar beijo para Leila Lopes sem saber que atriz havia morrido

Publicado em 18/09/2021 17:44
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Há uma década, Claudete Troiano soube da pior forma possível por onde anda Leila Lopes. A apresentadora mandou um beijo para a atriz, ao vivo na Gazeta, sem saber que ela havia morrido dois anos antes. A gafe tornou-se um meme hilário e inesquecível, que até hoje persegue Marcelo Bandeira, parceiro da titular do programa feminino naquela fatídica manhã de 14 de setembro de 2011.

Em entrevista exclusiva à coluna, o colunista de celebridades relembra como tentou “salvar” Claudete do momento constrangedor no Manhã Gazeta. Ironicamente, o assunto do quadro de fofocas nem era a atriz Leila Lopes, e sim sua homônima, angolana, eleita Miss Universo dois dias antes. Após ganhar o concurso de beleza, realizado em São Paulo, ela disse aos jornalistas que era fã das novelas brasileiras.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Marcelo Bandeira repercutiu a curiosidade com Claudete, mas a apresentadora estava mais interessada na coincidência das xarás. Foi quando o meme surgiu: “Achei tão engraçado o nome, me lembrou a atriz Leila Lopes. Um beijo para você, Leila Lopes. Onde será que anda a Leila Lopes?”.

Atônito, o jornalista tentou se certificar de que havia ouvido corretamente a dúvida da colega: “Qual?”. Claudete insistiu: “A Leila Lopes, a atriz!”. Bandeira, então, exclamou em tom de alerta: “Ela faleceu, Clau!”. Imediatamente, a feição da apresentadora mudou. Assustada ao saber da morte, emendou com um sorriso amarelo: “A desinformada!”.

O meme se eterniza quando Marcelo Bandeira detalha o caso. Claudete fica estarrecida quando ouve que Leila Lopes havia sido encontrada morta em dezembro de 2009 e que a principal linha de investigação era suicídio.

O ponto alto da conversa ocorre quando a apresentadora diz que a morte da atriz praticamente não repercutiu na imprensa, quando na verdade dezenas de veículos cobriram o caso e ela que não acompanhou: “Meu Deus do céu, notícia triste! Você vê como às vezes a pessoa faz sucesso e aparece uma notinha assim [pequena] em algum lugar”.

Àquela altura, a Miss Universo deixou de ser assunto no Manhã Gazeta e nas redes sociais. Claudete Troiano figurou entre os assuntos mais comentados do Twitter. Os vídeos compartilhados no YouTube somaram mais de 1 milhão de visualizações. A gafe repercutiu nos portais e no Top Five, quadro do extinto CQC (Band) com os micos da semana na TV. Em 2017, o mico foi eternizado na Biografia da Televisão Brasileira, livro de Flávio Ricco e José Armando Vannucci.

O meme eterno ainda faz parte da rotina de Marcelo Bandeira, dez anos depois. Embora tenha dividido o protagonismo com Claudete, apenas a apresentadora é questionada em entrevistas sobre a gafe. O jornalista, que tentou socorrer a colega, ficou em segundo plano. À coluna, ele topou recordar os detalhes daquele Manhã Gazeta.

“Lembro que tinha dormido bem pouco naquele dia e chegado à emissora pedindo para o pessoal da maquiagem dar uma caprichada a mais, a fim de disfarçar a minha cara de sono. Porém, acordei rapidinho após a pergunta dela no estúdio (risos). No primeiro instante, achei que fosse uma pegadinha. Tanto que o vídeo mostra o momento em que estou olhando para o alto e para os produtores que estavam ali por perto. Só depois percebi que era sério, que ela não sabia ou não se lembrava da morte da Leila Lopes”, conta o colunista.

Na época, parte do público e da imprensa desconfiou que o momento havia sido combinado, porém o colunista de celebridades nega. Aliás, ele ainda guarda a sensação que teve ao presenciar o mico de Claudete.

“Muitas pessoas falaram da minha reação, que eu havia sido um ‘lorde’. Confesso que fiquei surpreso, e foram os minutos mais intermináveis da minha vida. Mas não poderia ser grosseiro, nem deixá-la em uma situação desconfortável, afinal era a apresentadora do programa e não diria qualquer coisa em respeito à família da Leila”, afirma.

Depois da gafe ao vivo, Claudete e Marcelo se tornaram personagens da cultura pop. As frases daquele dia viraram bordões, como “Por onde anda a Leila Lopes?”, “Um beijo, Leila Lopes” e “Ela faleceu, Clau”. Se hoje a dupla trata o assunto com bom humor, a apresentadora não reagiu bem logo após o episódio.

“A Claudete ficou realmente desconcertada com o episódio. Até hoje sou lembrado como ‘o cara do vídeo da Leila Lopes’, me perguntam por onde ela anda, mandam beijos e imitam o ‘ela faleceu, Clau’. Não acho ruim, não. Nem tenho motivo para isso. Afinal, acabou servindo de referência para o meu trabalho também. Eu me divirto quando vejo as pessoas dublando as falas no TikTok. Aliás, salvei várias dublagens no meu celular. Algumas são muito boas”, diverte-se.

O jornalista Marcelo Bandeira (Paulo Pedron/Divulgação)

Bandeira revela que, após o término do programa, foi convidado com Claudete para criarem conteúdos para o YouTube e as redes sociais; contudo, o projeto não prosseguiu. Após ter deixado a Gazeta, o jornalista peregrinou por outras emissoras, como RedeTV! e Rede Vida. Atualmente, trabalha na rádio Capital e é colunista do portal iG.

Recebi algumas sondagens nesse meio-tempo, porém nada que fizesse os meus olhos brilharem: ou o cachê não compensava, ou a atração não tinha muito a ver comigo. Fui chamado para A Fazenda 8 (2015), na Record TV. Não rolou, mas só o fato de ter sido lembrado me deixou muito feliz. Amo o que faço e vibro toda vez que vejo uma nota minha no ranking das 10 notícias mais lidas do portal. Acho que, além do dinheiro, é o melhor feedback”, comemora.

Siga o colunista no Twitter e no Instagram.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio