Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Spoiler?

Cultura “fura” Globo e conta história da protagonista de Passaporte Para Liberdade

Emissora paulista exibe documentário sobre Aracy de Carvalho, brasileira que salvou judeus do Holocausto

Publicado em 13/12/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A série Passaporte Para Liberdade, da Globo, seria a primeira a contar a história de Aracy de Carvalho na TV. Seria. A Cultura “furou” a emissora líder de audiência e levará ao ar em 16 de dezembro, quatro dias antes da produção global, uma reportagem especial sobre a brasileira que salvou judeus do Holocausto.

A exibição do documentário Aracy: a Brasileira que Desafiou o Nazismo, divulgada à imprensa pela assessoria da TV Cultura, foi claramente encomendada para aproveitar a repercussão de Passaporte Para Liberdade e praticamente um “spoiler” da série.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

“O filme traz a história de Aracy Moebius de Carvalho Guimarães Rosa, a brasileira que virou heroína e ganhou o título de Justa entre as Nações – prêmio criado pelo Memorial do Holocausto em reconhecimento a todos os não Judeus que, durante a Segunda Guerra Mundial, salvaram vidas de judeus perseguidos pelos nazistas”, diz o anúncio da emissora mantida pelo governo de São Paulo.

A história inédita de Aracy de Carvalho é justamente o principal atrativo para a Globo investir na exibição em TV aberta. A série, totalmente falada em inglês, é a primeira parceria da rede carioca com a Sony visando a exportação da série. Passaporte Para Liberdade estreia no dia 20, após o The Voice Brasil. O documentário da Cultura irá ao ar já nesta quinta-feira, às 20h30.

Entre os entrevistados, estão a historiadora, professora do centro de pesquisas sobre Brasil colonial e contemporâneo na École des Hautes Études en Sciences Sociales, Mônica Schpun, autora do Livro Justa; e os netos de Aracy, Eduardo Tess Filho e Vera Tess, que procuraram Jayme Monjardim, diretor de Passaporte Para Liberdade e contaram a história da avó.

“A repórter Lais Duarte faz um perfil detalhado da saga de Aracy na Alemanha. Inconformada com a perseguição nazista ao povo judeu, ela correu riscos para desafiar o governo alemão e ajudar famílias a fugirem do país com vistos de turistas. Parentes de sobreviventes dão relatos emocionantes sobre a importância de Aracy para a suas famílias”, prossegue a Cultura.

Siga o colunista no Twitter e no Instagram.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....