Carlos Alberto revela nova Praça durante pandemia: “Dois bancos e bar com delivery”

Vacinado aos 85 anos, comediante adotará protocolos contra Covid-19 para gravar programas inéditos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Vacinado contra o coronavírus, Carlos Alberto de Nóbrega será o primeiro veterano afastado pelo SBT a voltar a trabalhar presencialmente durante a pandemia. O comediante de 85 anos retornará ao banco de A Praça É Nossa, uma das maiores audiências da emissora, na próxima terça-feira (13), quando gravará a primeira edição inédita do programa em mais de um ano, prevista para ir ao ar no dia 22 de abril.

Para retomar as atividades no humorístico, Carlos Alberto precisará seguir protocolos rígidos de segurança impostos pelo SBT para evitar o contágio pela doença, na pior fase da pandemia no Brasil (mais de 340 mil óbitos, sendo 3.829 nas últimas 24 horas). Uma das vítimas foi Kleber Lopes, integrante do elenco de A Praça É Nossa, morto em 7 de março, aos 39 anos. Nóbrega testou positivo para Covid-19 e, mesmo recuperado, ainda guarda sequelas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Tive problema de memória, me deu um esquecimento atual. Estou esquecendo nomes, repito coisas sem lembrar que falei, e tenho cansaço acima do normal. Não posso mais subir escadas rapidamente, como fazia. É um período de adaptação. O importante é que estou bem”, afirma Carlos Alberto à coluna. Ele recebeu alta médica em 3 de março, após 10 dias internado no Hospital Sírio-Libanês para tratar a doença.

Nos últimos dois dias, o comediante se reuniu com a direção do SBT e com a equipe de produção da Praça para definir as mudanças durante a pandemia. Entre as mais óbvias, estão a ausência de figurantes e da plateia (mais de 100 pessoas, somando os dois grupos) para evitar aglomerações e a propagação do vírus. Esses protocolos já estavam sendo adotados por outros apresentadores, como Eliana. Já Ratinho limitou o auditório a 30% da capacidade, com o público com máscaras de respeitando o distanciamento social.

“Na abertura, vou explicar tudo isso, porque vou entrar de máscara e vou tirá-la para falar da segurança que todos estão tendo. Porque só tiramos a máscara em cena, usamos até nos ensaios. Todos serão testados antes de ir entrar, tem muita segurança”, antecipa Nóbrega.

A principal mudança na nova Praça será em seu protagonista, e não é o comediante. Trata-se do “velho e querido banco”, maior símbolo do programa, onde Carlos Alberto lê jornal e recebe seu elenco. Nas gravações durante a pandemia, o móvel será ampliado e ganhará um “gêmeo” para distanciar o veterano de seus convidados.

“Haverá dois bancos novos, maiores do que o normal, e um pouco abertos, mais ou menos em forma de V para não ficarem compridos. Eu fico em um e os demais no outro. Ninguém vai sentar do meu lado”, revela à coluna.

Em função dos protocolos, nem Marcelo de Nóbrega, filho do comediante, estará presente nas duas primeiras gravações, nos dias 13 e 15 de abril, e será substituído pelo irmão, Beto. “O Marcelo não vai poder dirigir porque é cardíaco. Vai estar meu outro filho, que dirige os comerciais, e eu dirijo no palco”, explica o líder da Praça. O diretor, que faz parte do grupo de risco para Covid-19, sofreu um infarto e sobreviveu a oito paradas cardíacas em 2019.

Sem figurantes para encher o bar da Praça, Nóbrega decidiu enquadrar o estabelecimento no Plano São Paulo, instituído pelo governador paulista, João Doria, com restrições ao comércio para frear o avanço da Covid-19. Durante a pandemia, o local só fará entregas em domicílio: “O bar vai estar vazio, apenas com o Buiu e o Márcio [Amaral]. Os dois estarão ali e vai estar escrito delivery”.

Sem contar spoilers, Carlos Alberto limita-se a adiantar que haverá “quadros novos e convidados”. Todo o elenco recebeu o roteiro da primeira edição inédita, porém a Praça retornará desfalcada em relação ao último programa inédito, sem Maurício Manfrini (Paulinho Gogó), agora exclusivo do Multishow, e os integrantes do Café com Bobagem (Zé Américo, Oscar Pardini, Enio Vivona e René Vanorden), que assinaram com a Band.

Nesta quinta, irá ao ar a penúltima reprise da Praça. Mesmo sem inéditos, o programa continua rendendo altos índices de audiência ao SBT. Na semana passada, registrou 6,9 pontos na medição do Kantar Ibope (o equivalente a 528 mil domicílios ou 1,41 milhão de telespectadores na Grande São Paulo).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio