Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Brasileirão

“Bora bora bora”: Após Carnaval, Globo escala mulheres para cantar no futebol; saiba quem são elas

Doralyce e Samba Que Elas Querem substituem Barões da Pisadinha em novo comercial

Publicado em 10/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Depois da Globeleza, outro tema musical da Globo que caiu no gosto do brasileiro ganhou vozes femininas em 2022. Bora Artilheiro, jingle do Campeonato Brasileiro no canal Premiere, deixou de ser cantado pelos Barões da Pisadinha e virou samba com a cantora Doralyce ao lado do conjunto Samba Que Elas Querem.

Bora Artilheiro nasceu como paródia de Bora Pro Piseiro, dos Barões da Pisadinha, e ganhou um comercial maravilhoso com a dancinha de Magno Navarro, apresentador do Tá na Área, do SporTV. Neste ano, o carismático comediante e seu piseiro deu lugar a jogadores folclóricos, como Amaral, Perdigão, Aloisio, Douglas e Odvan, em uma roda de samba com muito churrasco e, claro, futebol.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Comentaristas esportivos do Grupo Globo, Grafite, Petkovic e Paulo Nunes também participaram da gravação (este, inclusive, relembrou os tempos de “diabo loiro” e usou uma máscara de Tiazinha como fazia no final dos anos 90). As influencers Alê Xavier e Giulia Araki representam o futebol feminino na chamada.

A roda de samba, porém, é o grande destaque. As nove mulheres envolvem os convidados com uma versão ainda melhor de Bora Artilheiro. A mudança de intérpretes veio em boa hora. Além de ampliar o espaço feminino no futebol, atitude que a Globo já faz no jornalismo esportivo nos nos últimos anos, escanteia um grupo que, nesta semana, voltou a trabalhar com DJ Ivis, condenado por espancar a mulher em imagens que chocaram o Brasil.

É justo que Os Barões da Pisadinha percam visibilidade na Globo para nove artistas potentes, engajadas, progressistas e, acima de tudo, talentosas. Samba Que Elas Querem faz sucesso no Rio de Janeiro com músicas que empoderam outras mulheres e combatem a sexualização feminina no samba e no Carnaval. Integram o conjunto: Bárbara Guimarães, Cecília Cruz, Giselle Sorriso, Jessica Amancio, Karina Neves, Maria Angélica Marino, Mariana Solis e Silvia Duffrayer.

Por esse motivo, aliás, Teresa Cristina é a nova intérprete de Globeleza, tema só cantado por homens até 2022. Desta vez, a mulher do Carnaval da Globo não aparece nua para satisfazer a audiência feminina, mas armada com microfone e voz.

Ao lado das oito sambistas, Doralyce conquista novo espaço na programação da Globo. Com músicas poderosas contra o machismo, o racismo e a homofobia, a cantora pernambucana é citada no BBB desde 2019 (na atual edição, uma de suas composições foi cantada por Jessilane dentro do reality), e em 2020 interpretou Cota Não É Esmola, acompanhada de Bia Ferreira, no especial Falas Negras. Miss Beleza Universal, sua canção mais famosa, virou hino contra a “ditadura da beleza” e a objetificação da mulher. Ela acaba de lançar seu segundo álbum, Dádiva.

Assista ao clipe de Bora Artilheiro, com Doralyce e Samba Que Elas Querem:

Siga o colunista no Twitter e no Instagram.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....