Outro lado

Bauducco cancela campanha com Juliette e Duda Beat após acusação de plágio; leia comunicado

Jingle Magia Amarela se assemelha conceitualmente ao projeto AmarElo, de Emicida

Publicado em 18/10/2023

A Bauducco decidiu cancelar a campanha com as cantoras Juliette, campeã do BBB 21, e Duda Beat, intérprete do tema de abertura da novela Elas por Elas. Elas interpretaram o jingle Magia Amarela, acusado de ser um plágio de AmarElo, projeto audiovisual de Emicida. Após o irmão e sócio do rapper, Evandro Fióti, ter anunciado que iria processar a marca, a ação publicitária saiu do ar na tarde desta quarta-feira (18).

Juliette e Duda Beat excluíram toda a divulgação de Magia Amarela nas redes sociais. Confira abaixo a íntegra do posicionamento conjunto da Bauducco e da agência GALERIA.ag, que assina a nova campanha publicitária, enviado à coluna:

A música Magia Amarela, protagonizada por Juliette e Duda Beat, foi criada para fazer parte de uma campanha de mesmo nome da Bauducco, com o objetivo de celebrar o amarelo, icônico e característico da sua identidade visual, presente nas embalagens e comunicações da marca há mais de 30 anos, além de unir conceitos também historicamente propagados: família, união, encantamento e comunhão. Reforçaria ainda a assinatura utilizada nas campanhas da marca: “Um sentimento chamado Família”.

A tipografia prevista para os materiais gráficos de divulgação seria a mesma já usada pela marca, tanto nas embalagens como em outras campanhas e posts das redes sociais. A campanha foi concebida como um projeto amplo e integrado, nascido das fortalezas históricas da marca.

Para interpretar a música e protagonizar o videoclipe, foram considerados artistas da música brasileira e internacional. A escolha das cantoras Juliette e Duda Beat refletiu o propósito da campanha: são duas artistas que já tinham uma amizade e formam “uma família” com base nos laços de afeto, de afinidade e da arte. É importante ressaltar que a participação das cantoras se restringiu à interpretação da música-tema, sem vínculo com a criação da campanha.

Diante de questionamentos sobre o projeto e sobre as cantoras, a Bauducco decidiu cancelar a campanha e seguirá dialogando com os artistas envolvidos, pelos quais manifesta total respeito e admiração. Em novas oportunidades, a marca voltará a celebrar sua cor icônica e sua mensagem de união.

Entenda o caso

Parceria entre Juliette e Duda Beat, Magia Amarela contém elementos idênticos a AmarElo, de Emicida. A agência GALERIA.ag assina campanha publicitária da Bauducco. CEO da Laboratório Fantasma ao lado de Emicida, Fióti protestou no Instagram contra o que considera roubo de propriedade intelectual: “Levamos 12 anos para ganhar um Grammy, e o trabalho que ganhamos acabou de ser roubado conceitualmente. Tem noção do ódio que isso gera?”.

No Twitter, Fióti pediu que os fãs não disseminassem ódio contra Juliette e Duda Beat, mas avisou que iria processar a Bauducco: “Sabe apropriação e tudo aquilo que a gente discursa sobre ética? Então, esse mercado tem bem pouco. Sem criticar as artistas que inclusive admiro. Mas nosso jurídico vai trabalhar!”.

O músico e empresário ainda revelou ter sido procurado pela marca para negociar os direitos de AmarElo para a campanha publicitária, porém o acordo não foi firmado.

“Essa parte é mais chocante ainda, porque a música faz parte de uma campanha de reposicionamento de uma marca. Só que essa marca negociou com a gente, mas não chegamos a um acordo tanto por cronograma quanto por prazo, como por questões financeiras também, porque a verba que eles tinham não justificava a entrega que tínhamos que fazer”, afirmou.

Juliette e Duda Beat não compuseram Magia Amarela. O jingle foi escrito por Daniel Ferrera, Giana Althaus e Guga Meyra, e produzido por Marco Lima e Jards, do escritório Canetaria.

Em nota divulgada por sua assessoria de imprensa, Juliette informou que sua equipe “está em contato com os contratantes responsáveis pela criação e produção da campanha para mais esclarecimentos”.

Duda Beat, em comunicado divulgado em suas redes sociais, expôs a agência contratante e revelou que o nome do produtor de AmarElo, Felipe Vassão, foi usado indevidamente pela equipe da campanha. A equipe jurídica da artista “tomará as medidas cabíveis para garantir a integridade artística e ética de sua participação na faixa”.

“Quando recebeu a letra da música para gravar, Duda e a equipe identificaram a semelhança com o conceito artístico do projeto AmarElo, de Emicida e Lab Fantasma. Porém, desde o primeiro contato entre a agência e o escritório da artista, ainda na fase de negociação, o nome de Felipe Vassão (um dos autores do projeto original e da canção AmarElo) estava citado no escopo da campanha como autor da faixa comercial (que ainda não existia e nem tinha o nome de Magia Amarela). A exclusão de Vassão do time de autores do jingle NÃO foi informada pelo cliente/agência ao longo do processo. Dessa forma, ficou entendido que havia consentimento da produção do jingle por parte dos idealizadores para o projeto original AmarElo”, diz a nota, apagada minutos depois.

Felipe Vassão, produtor musical de AmarElo, negou ter participado da campanha Magia Amarela.

Siga o colunista no Twitter e no Instagram.