Ator “dubla” Cinderela e Juliana Paes para criticar Bolsonaro e voz idêntica surpreende

Matheus Porto, especialista em imitações, viraliza no Instagram com vídeos debochados contra o presidente

Publicado em 29/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os protestos contra o presidente Jair Bolsonaro estão cada vez mais debochados e criativos. No Instagram, Cinderela “rejeitou” o príncipe encantado por ser “bolsominion”, enquanto Juliana Paes “desabafou” com Regina Duarte após seu desastroso posicionamento político. Os vídeos são do ator Matheus Porto, especialista em imitar vozes com perfeição.

O artista já tinha viralizado em 2018, quando usou cenas de Vale Tudo (1988) e Mulheres de Areia (1993) para satirizar a polarização eleitoral e impressionou o público ao reproduzir fielmente o jeito de falar de Regina Duarte e Gloria Pires. No início da pandemia de coronavírus, o ator voltou a “dublar” trechos de novelas com o objetivo de conscientizar os seguidores para a importância do distanciamento social e do uso de máscaras.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde junho deste ano, Matheus Porto voltou a “atacar”, estimulado pela crise do governo Bolsonaro e a CPI da Covid. Em suas redes sociais, o imitador caprichou nas paródias irônicas contra o presidente e quem ainda o apoia (mesmo com evidências de corrupção na compra de vacinas), transformando cenas de filmes como Central do Brasil (1998) e novelas como Avenida Brasil (2012) em divertidas críticas políticas.

Fernanda Montenegro, por exemplo, virou “caçadora de bolsominions”. No embate entre Carminha e Nina, a empregada obriga a patroa a pedir desculpas por ter votado em um “genocida”, como o presidente é chamado pelos seus opositores em decorrência das mais de 500 mil mortes por Covid-19 no Brasil.

Da nova leva de vídeos, o primeiro a viralizar foi a conversa fake entre Juliana Paes e Regina Duarte. No início deste mês, a protagonista de A Dona do Pedaço (2019) e outras novelas tentou explicar seu posicionamento político contra “os ideais arrogantes de extrema-direita” e os “delírios comunistas da extrema-esquerda”. Matheus Porto teve a ideia de montar uma live de brincadeira entre a atriz e a ex-secretária de Cultura do governo Bolsonaro, mas se surpreendeu ao perceber que parte do público acreditou que a voz era de Juliana Paes.

“Muita gente compartilhou o vídeo da live fictícia sem me dar os créditos, então os seguidores desatentos comentavam como se aquilo fosse real. Saí de post em post explicando a cada pessoa: ‘Sou ator e dublo imitando as pessoas’, convidando a conhecer minha página para entender do que se tratava. Por mais que o meu quadro tenha feito um deboche à postura delas, sou a favor da crítica com decência, sem apedrejamentos ou xingamentos, senão nos igualamos à barbaridade e a falta de civilidade desse governo”, afirma Matheus Porto em entrevista exclusiva à coluna.

A conversa de Juliana Paes e Regina Duarte rendeu 163 mil visualizações desde sua publicação, em 5 de junho. Outro vídeo, porém, viralizou em apenas quatro dias. A cena clássica da animação Cinderela (1950) em que a protagonista precisa deixar o baile à meia-noite virou uma hilária tentativa de fugir do príncipe eleitor de Bolsonaro. “Não é não, seu machinho babaca”, esbravejou a ela, com a voz de Matheus Porto.

“Amo clássicos da Disney por toda a arte técnica envolvida. Revi a cena e, em um segundo, já imaginei aquele príncipe sendo machista, atrasado, opressor, preconceituoso… Tudo que o mundo não precisa mais, então o merecido fora da Cinderela”, brinca o ator. O material ultrapassou 155 mil acessos e foi compartilhado por artistas como Tuca Andrada, Grace Gianoukas e Gorete Milagres.

“É muito satisfatório ter dois vídeos viralizando ao mesmo tempo, principalmente porque tento trazer alguma mensagem, mostrar posicionamentos distintos deixando claro qual é o meu, e ampliar o alcance dessas mensagens mas também do meu nome e do meu trabalho como ator, com humor e alguma leveza possível. Tatá Werneck curtiu, Débora Falabella repostou a paródia de Avenida Brasil. Gratificante! O que não quero de jeito nenhum é que confundam meu trabalho com fake news, mentiras, o que considero repugnante! Mas não posso negar que sinto essa confusão como elogio, afinal, se acreditam na dublagem então estou fazendo meu trabalho direitinho”, comemora.

Siga o colunista no Twitter e no Instagram.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio