Arena SBT bate recorde na madrugada e ganha torcida para nova edição à tarde

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Arena SBT, mesmo nas madrugadas, conquista mais audiência a cada semana. Na última segunda-feira (3), o programa apresentado por Benjamin Back registrou o share mais alto desde a estreia, em outubro de 2020: 9,4%. Share é a participação nos televisores ligados; ou seja, de cada 100 aparelhos, 9,4 estavam sintonizados na atração.

Na média, o Arena fechou com 3,3 pontos e pico de 7, contra 2,1 da Record, segundo dados consolidados do Kantar Ibope (cada ponto equivale a 76.577 domicílios na Grande São Paulo). O SBT considera o desempenho ótimo para uma faixa com menos televisores ligadas e para um programa que repercute com atraso a rodada do futebol aos finais de semana, em comparação aos concorrentes na TV aberta exibidos nas noites de domingo e na hora do almoço.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Para resolver essa questão e ampliar o espaço esportivo na programação, a coluna apurou que, nos bastidores, há o desejo de atender a uma queixa constante dos telespectadores contra a exibição tardia e lançar uma nova edição do Arena na hora do almoço, a mais problemática da emissora desde a transferência do Vem Pra Cá, programa de Patricia Abravanel, das 9h para as 13h50 (na segunda, marcou apenas 1,9 ponto e derrubou a média diária do SBT).

Outro ponto a favor para a expansão é a repercussão na concorrência. Nas últimas semanas, declarações de Luan (meia do Corinthians), Fábio Carille (ex-técnico corintiano) e Marcos Braz (vice-presidente de futebol do Flamengo) se espalharam em portais e outras emissoras, como ESPN e Fox Sports, ex-canal de Benjamin Back. Até Os Donos da Bola, comandado por Neto (desafeto público do apresentador) na Band, se interessou pelo material.

Para resgatar o DNA esportivo que abandonou durante 20 anos, o SBT deu “carta branca” à equipe do Arena, que deverá ter novidades nas próximas edições. A rede de Silvio Santos, após comprar as duas maiores competições europeias (Champions League e Liga Europa), quer aproveitar a ótima relação com a Conmebol, organizadora da Libertadores, para transmitir a Copa América.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio