Agnaldo Timóteo, vítima da Covid, se eternizou para os mais novos com meme no Superpop

Cantor morreu neste sábado (3), aos 84 anos, por complicações do coronavírus; relembre participação histórica na RedeTV!

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Agnaldo Timóteo, morto neste sábado (3) por complicações da Covid-19, será lembrado para sempre pelos mais de 50 álbuns lançados e por hits como Meu Grito, Os Verdes Campos da Minha Terra e Mamãe Estou Tão Feliz. Para a atual geração, totalmente integrada à internet e às redes sociais, o cantor de 84 anos ficou eternizado pelas aparições curiosas na televisão, como o embate com Felipeh Campos sobre homossexualidade no Superpop, em 2011.

Dono de uma personalidade forte e com opiniões polêmicas que renderam inúmeros convites para programas de TV, Agnaldo Timóteo era reservado quanto à sexualidade. Embora tivesse admitido relações com homens no passado, nunca se definiu sexualmente. “Eu sou apenas Agnaldo Timóteo”, disse ele em sua participação mais marcante no programa da RedeTV!, em 19 de maio de 2011, ao lado do então deputado federal Jair Bolsonaro, atual presidente da República.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aquela edição do programa marcou o retorno de Luciana Gimenez à apresentação, após ter dado à luz Lorenzo, seu filho com Marcelo de Carvalho, vice-presidente da RedeTV!. No centro da discussão, a homossexualidade. Os debatedores: Felipeh Campos, jornalista e ex-dublador do Qual É a Música (SBT); Bolsonaro, deputado conservador e acusado de homofobia; e Agnaldo Timóteo.

Em um momento do programa, Felipeh Campos abordou a educação rígida recebida pelo então parlamentar na infância, quando disparou: “Eu sou assumidamente gay, como o Timóteo também é”. Incrédulo, o cantor rapidamente desmentiu o convidado: “Não sou não! Não sou não!”. No mesmo instante, Luciana Gimenez não escondeu sua perplexidade e arregalou os olhos para a câmera, produzindo um dos memes mais conhecidos da TV nos últimos anos.

“Eu sou um homem total e absolutamente liberado. Está completamente equivocado! Eu não exponho meus romances, eu não exponho minhas relações. São privadas e respeitosas!”, rebateu Timóteo, sob os gritos da plateia. Felipeh, que não desperdiça uma confusão, emendou ao pedir desculpas: “Eu pensei que você fosse assumido”, deixando Gimenez ainda mais constrangida.

“Nem assumido nem desassumido, eu sou apenas Agnaldo Timóteo”, retrucou o cantor. Àquela altura, ninguém lembrava que o outro convidado do Superpop era Bolsonaro.

O “climão” ao vivo repercutiu ao longo da semana e foi parar no Top Five, quadro do extinto CQC (Band) com as falhas e gafes da televisão. Apenas um vídeo, entre dezenas de cópias publicadas no YouTube, ultrapassou 1,4 milhão de acessos.

Mesmo assim, a saia-justa foi muito benéfica tanto para Timóteo quanto para Felipeh, que ampliaram seus espaços na mídia e protagonizaram outros arranca-rabos no mesmo Superpop. Em fevereiro, um mês antes de morrer, o cantor compartilhou o vídeo da “treta” na RedeTV! em seu Instagram. Até ele riu por ter sido “tirado do armário” ao vivo na televisão. Mas Timóteo, com mais de 50 anos de carreira, vai muito além de um meme.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio