Superprodução

Gravações de Pantanal tiveram detalhes grandiosos e inusitados

A trama teve estreia adiada para o dia 28 de março

Publicado em 02/02/2022

A TV Globo pretende mesmo fazer de Pantanal uma superprodução, trazendo uma enorme quantidade de equipamentos e uma equipe enorme por trás das câmeras.

A trama de 1990 foi um grande sucesso em sua exibição na Rede Manchete e o canal pretende fazer com que esse remake seja tão grande quanto a original. De acordo com informações do F5, da Folha, os locais escolhidos para as gravações foram os mesmos dessa primeira versão.

“Não sabíamos exatamente o que esperar. Visitamos fazendas e conhecemos a região da Nhecolândia. Mas, ao nos depararmos com tudo aquilo, não havia dúvidas de que encontramos o local, que não por coincidência foi o mesmo usado há mais de 30 anos”, disse o cenógrafo Alexandre Gomes de Souza ao site.

Ao F5 eles também contaram que seis fazendas foram selecionadas para as gravações, três delas usadas como locação. Almir Sater esteve na primeira versão como o peão Trindade, mas agora também está no elenco como Eugênio e por ter terras no local, ajudou a equipe da Globo na visita pela região.

Joventino (Irandhir Santos) em Pantanal (Globo/João Miguel Júnior)
Joventino (Irandhir Santos) em Pantanal (Globo/João Miguel Júnior)

“Eu falei: ‘olha, o Jayme [Monjardim, diretor da primeira versão] andou seis meses procurando um local até que chegou aqui. Você partir daqui já parte de um lugar que foi bom. Eles foram visitar outros lugares, mas sentiram que era aqui”, contou o ator. A produção levou 12 caminhões com materiais, com cerca de 144 toneladas de material.

Além disso, o site também informa que cerca de 150 pessoas na equipe, quando gravaram de 30 a 40% da trama no segundo semestre de 2021. A novela é baseada na trama original de Benedito Ruy Barbosa, mas agora é escrita por Bruno Luperi e precisou ter sua estreia adiada para o dia 28 de março, substituindo Um Lugar ao Sol.

O novo avanço da pandemia de coronavírus por conta da variante ômicron, acabou prejudicando a data prevista para a estreia da novela. A trama de Lícia Manzo que atualmente ocupa o horário das nove da TV Globo precisou ser esticada em duas semanas, já que Pantanal anteriormente estrearia no dia 14 de março.