Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Especial

Figurino e caracterização de Além da Ilusão têm referências que vão das décadas de 1920 a 1950

A trama estreia substituindo Nos Tempos do Imperador no próximo dia 7

Publicado em 26/01/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A novela Além da Ilusão tem sua estreia marcada para acontecer no próximo dia 7 de fevereiro, prometendo trazer grandes estilos e referências em seus figurinos de caracterizações.

Os traços realistas e carregados de cor do artista norte-americano Edward Hopper (1882-1967) estão entre as inspirações de Paula Carneiro, figurinista da novela, que há 15 anos trabalha na TV Globo. Cada personagem da trama tem sua personalidade revelada em seus figurinos, com um trabalho que explora estilos de diferentes épocas.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Na novela, que se passa nas décadas de 1930 e 40, serão encontradas referências desse período, mas também dos anos 50 e, até mesmo, contemporâneas, com inspiração em modelos que marcaram e marcam a vida de personalidades, como Grace Kelly, Coco Chanel, Elizabeth II e Johnny Depp, por exemplo.

A passagem de tempo entre as duas décadas também foi, cuidadosamente, trabalhada nas roupas dos personagens, destacando-se o colorido e a criatividade das peças. As irmãs Elisa e Isadora, interpretadas em diferentes fases pela atriz Larissa Manoela, terão figurinos com características que vão marcar as diferenças em suas personalidades.

“Elisa é uma menina muito romântica, uma princesa, ela voa. A roupa dela é toda vaporosa, esvoaçante. Já Isadora está em um lugar que não tem data e é o oposto da irmã. É a nossa Dorinha, moderna, com muita personalidade, que costura a própria roupa, é criativa, estilista, quer trabalhar, quer a liberdade e não acredita no amor”, explica Paula.

Entre as preciosidades do figurino de ‘Além da Ilusão’, desponta o vestido usado por Elisa em seu baile de aniversário de 18 anos, na primeira fase da trama. Em um primoroso trabalho realizado na fábrica de costura dos Estúdios Globo, o vestido foi produzido e pintado a 200 mãos, revela Paula. “Produzimos quase mil flores de tecido para aplicar no vestido inteiro. Ele é meio 3D, com as flores saltadas. A equipe pintou o vestido à mão. Foi surperconfeccionado, superestudado. Temos um time muito bacana de criação, que nos apoia na execução e faz preciosidades”, orgulha-se.

Buscando referências em artistas dos anos 1930, Paula destaca ainda que uma capa de veludo tirada de uma passarela foi adaptada para a construção do figurino do mágico Davi (Rafael Vitti). Na segunda fase, quando o personagem assume outra identidade, a equipe trabalhou a ideia de um administrador mais moderno, com o uso de ternos descasados, colete de lã, gravata de tricô, numa mistura de padrões tendo em vista um modo diferenciado de vestir dos homens.

Joaquim (Danilo Mesquita), Isadora (Larissa Manoela) e Davi (Rafael Vitti) em Além da Ilusão (Fábio Rocha/TV Globo).

As particularidades de cada década presentes também na caracterização

Gilvete Santos, caracterizadora que dividiu as ideias e propostas com Paula Carneiro, destaca que os desafios da caracterização da novela estão em ressaltar as particularidades de cada década. Nos anos 30, por exemplo, as ondas nos cabelos femininos eram mais marcadas. Com o passar dos anos, isso foi variando, assim como os volumes. Em relação aos homens, os cortes eram bem definidos, alinhados e elegantes.

A caracterização é fundamental também para marcar a passagem de tempo na trama. Para isso, foram trabalhados nos personagens diferenças nos penteados e técnicas de envelhecimento. “Muitos personagens estarão com os cabelos mais escuros na primeira fase e, na segunda, mais naturais. Também serão aplicadas técnicas simples e sutis de envelhecimento, com sombra e luz, com cabelos e barbas grisalhas e marcas de expressões na pele. Perucas e apliques serão mais utilizados na primeira fase”, destaca Gilvete, que trabalha na TV Globo há 20 anos.

Para as personagens Elisa (Larissa Manoela) e Isadora (Sofia Budke/Larissa Manoela), as marcações entre as duas estão na cor do cabelo, revelando seus estilos mais romântico e moderno, respectivamente. Em relação a Davi (Rafael Vitti), a inspiração foram os mágicos da época e filmes como ‘O Ilusionista’. A barba do personagem é um capítulo à parte. “Ele terá momentos com a própria barba e outros em que acrescentaremos fio a fio. Um trabalho bem minucioso, pois, como gravamos com a tecnologia 4K, em que os detalhes saltam aos olhos, precisamos que fique o mais natural possível”, acrescenta.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....