Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Campeão

“Experiência transformadora na minha vida”, diz Giuliano Eriston após vencer o The Voice Brasil

O time Michel Teló conseguiu mais uma vez a vitória do talent show

Publicado em 24/12/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A décima temporada do The Voice Brasil mostrou a que veio. Inúmeras novidades e um formato inédito no mundo – com cinco técnicos na disputa – foram apenas o ponto de partida de uma edição que revelou a pluralidade e a enorme qualidade dos talentos brasileiros.

A noite final foi um brinde às vozes que passaram pelo palco do programa e, claro, uma festa à altura do grande campeão da edição: com 33,98% dos votos, Giuliano Eriston foi eleito vencedor pelo público. Muito feliz com a conquista, o cearense fez questão de dividir a celebração com os cinco finalistas.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

“Esse troféu é merecido por todos os cinco, porque foi fantástico! Desde o começo, eu achava que a minha voz poderia não se encaixar entre as demais. Mas eu sou um instrumentista. Uso a voz como instrumento. Estou muito honrado com a vitória”, declarou o campeão. A vitória de Giuliano foi um presente para seu técnico, Michel Teló, que conquistou o hexacampeonato do The Voice Brasil.

Desta vez na posição de quinto técnico, Teló agradeceu a oportunidade de resgatar e conduzir o participante durante o programa, e elogiou. “Giuliano tem uma voz diferenciada. Canta igual passarinho: é natural, simples e acaricia nossa alma. É especial ter uma voz dessa pegada em uma final. Sempre sonhamos com alguém que trouxesse emoção com simplicidade, cantando única e exclusivamente a música brasileira, defendendo nossa canção. A emoção que eu senti, as pessoas também sentiram. E o mérito é todo do Giuliano”.

O técnico ainda falou sobre o gostinho especial que a temporada teve para ele. “Ter a alegria de vencer uma competição em que eu só pude pegar as pessoas que estavam saindo é muito especial”, disse. Giuliano Eriston começou o reality no Time Lulu, vaga conquistada com a música “A Rota do Indivíduo” nas ‘Audições às cegas’.

O participante não precisou disputar a ‘Rodada de Fogo’ e se classificou direto para as ‘Batalhas’, fase em que acabou perdendo o dueto com Gustavo Boná na música “Lamento Sertanejo”. Mas, na mesma noite, foi resgatado para o grupo do quinto técnico Michel Teló. Já representando o novo time, na ‘Batalha dos Técnicos’ cantou “O que é o amor?” e levou a melhor contra Raphael Marrone, do Time Claudia.

No ‘Remix’, Giuliano foi escolhido por seu técnico para avançar direto para a próxima fase. Nos ‘Shows ao vivo’, o participante venceu a disputa de votos do público – e conquistou a pontuação bônus dada por Teló – na concorrência com Fernanda de Lima com uma performance de “Sanfona Sentida”. Na ‘Final’, a canção “Luz do Sol” consagrou sua vitória. 

Entrevista com Giuliano Eriston

Como você definiria a sua participação no ‘The Voice Brasil’?
“Foi uma experiência transformadora na minha vida. Cada etapa foi um aprendizado. Na verdade, é como se fossem anos de aprendizado em uma única etapa, porque é muito intenso. Eu estou muito feliz de representar o abraço de que a gente está precisando depois da pandemia e de tantas feridas. Acho que foi isso que me levou à final e eu estou muito feliz por ser essa voz.”

Qual foi seu maior aprendizado no programa?
“Aprendi a cantar com sinceridade. Focar em passar a verdade. Limpar tudo que não é de verdade e ser o mais honesto possível.” 

Como foi a troca com seus dois técnicos, Michel Teló e Lulu Santos?
“O Teló é um queridíssimo. Uma pessoa de quem você chega perto e sente uma luz, uma paz incrível. Ele tem uma enorme inteligência musical, me deu conselhos preciosos, motivação. O Lulu é elegantíssimo tanto na forma de se vestir e de se portar, quanto na de falar. Também me deu conselhos que me fizeram evoluir muito. Todos os aprendizados, a cada etapa, o Lulu potencializou.” 

Quais são seus planos na música?
“Eu quero fazer meu disco e viajar tocando meu som. Conhecer a música regional, estudar os lugares, absorver o que vivi e me tornar um músico brasileiro, que representa o Brasil e mostra o Brasil para o Brasil. Muitas vezes focamos em influências exteriores e esquecemos do quão rica é a nossa cultura!”

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....