Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Recuperado

Após sofrer parada cardíaca ao vivo, apresentador do SBT retorna ao trabalho

Rafael Silva ainda está em recuperação e não pode realizar algumas atividades

Publicado em 09/02/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Um grande susto aconteceu no começo do ano durante o Alterosa Alerta, programa da TV Alterosa, afiliada do SBT. O apresentador Rafael Silva sofreu uma parada cardíaca ao vivo e caiu no chão do estúdio ao vivo.

O jornalista foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Aos 36 anos, o profissional ainda passou uns dias internado no Hospital Humanitas, no município de Varginha, Minas Gerais.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Na época, Rafael chegou a sofrer outras cinco paradas cardíacas até chegar no local. O apresentador já se recuperou, mas precisou passar por uma cirurgia para a colocação de um desfibrilador. A princípio, o aparelho conectado no peito permite a emissão de um choque caso o coração pare de bater.

De acordo com informações do site NaTelinha, Rafael voltou a trabalhar nesta segunda-feira (7) e falou sobre esse retorno.

“Emocionalmente a gente fica comovido, no começo dá medo porque o que passei foi muito grave, todos os médicos relatam isso para mim. Hoje em dia é um sentimento de gratidão, de estar vivo, é emocionante. Segunda foi um dia de muito choro com os colegas de trabalho que ajudaram a salvar minha vida, que me deram os primeiros socorros de fazer massagem cardíaca ainda dentro do estúdio quando tive a primeira parada, então é muito emocionante estar de volta”, afirmou.

Recuperação delicada

Posteriormente, ele ainda contou que por enquanto não pode dirigir e nem voltar para a academia. “Moro sozinho, não tem restrição por isso, com esse aparelho estou bastante seguro, mas no trabalho, não posso ficar em pé muito tempo porque ainda sinto um cansaço nas pernas. Participo do jornal da hora do almoço sentado, à noite faço em pé porque são só 20 minutos, então é mais tranquilo”, contou.

Algumas pessoas chegaram a cogitar uma possível relação do problema com a vacina contra a covid-19. Porém, os médicos negaram que essa foi a causa da parada cardíaca.

“Não encontramos nos exames todos que foram feitos no Instituto Orizonti nenhuma alteração que sugerisse que o episódio tenha relação com a vacina”, disse um dos médicos.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....