Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Drama

Albieri cogita tirar a própria vida após ameaças

O médico sabe que pode perder tudo o que construiu na carreira

Publicado em 31/01/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Nos últimos capítulos de O Clone, as coisas começam a ficar complicadas por conta de uma atitude de Albieri (Juca de Oliveira) no passado, já que o cientista realizou um grande feito, mas que é proibido.

O maior problema no meio de tudo isso, é que com o passar dos anos, Léo (Murilo Benício) começa a ficar ainda mais parecido com os irmãos gêmeos e deixa o médico extremamente preocupado com o que pode acontecer. Edna (Nívea Soares) é a única que o apoia, mas também vai ser quem destrói tudo.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Sempre muito devota ao marido, a moça acaba perdendo o controle e a paciência depois de um certo tempo. O retorno de Simone (Françoise Forton) ao Brasil, faz ela descobrir que o ex-chefe usou Deusa (Alessandra Lessa para inseminar um embrião clonado, apenas por conta de motivos pessoais.

Albieri perde o controle após ter farsa descoberta

A moça ameaça Albieri de fazer uma denúncia contra e é quando ele começa a entender que fez algo que não deveria, passando de todos os limites e que pode acabar levando sua carreira para rumos que não tem volta. Depois disso, o médico começa a ficar extremamente pensativo e preocupado com o futuro.

A princípio, o médico fica tão desesperado que acaba conseguindo uma arma e cogita a possibilidade de tirar a própria vida. Pensando nas possibilidades do que pode acontecer, ele assusta Edna e Yvete (Vera Fischer) com o som do disparo, fazendo com que elas corram para tentar entender o que aconteceu.

Esposa dele, Edna começa a pensar na pior das possibilidades, mas chega no local e vê que ele está vivo. É aí que ela se dá conta de que ele atirou no prêmio de conduta e ética que recebeu há um tempo. “Eu comi o fruto proibido, foi isso. Eu só queria vencer a morte, eu nunca me conformei com a morte”, afirma.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....