Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
TBT da TV

Há 40 anos, o suspense da disputa por uma herança era o tema de Ninho da Serpente

História de Jorge Andrade era centrada numa mansão do Jardim América

Publicado em 05/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Em 5 de abril de 1982, a TV Bandeirantes estreava na faixa das 21h a novela Ninho da Serpente, de Jorge Andrade. O dramaturgo prosseguia no horário, no qual desde alguns meses antes já figurava como autor de Os Adolescentes em substituição a Ivani Ribeiro.

Mansão na Rua Guatemala, em São Paulo, que serviu de cenário para a novela Ninho da Serpente, em 1982

Ninho da Serpente praticamente se passava apenas nas vastas dependências de uma suntuosa mansão no Jardim América, bairro nobre de São Paulo. Era onde morava a família Taques Penteado, liderada pela perversa Guilhermina (Cleyde Yaconis num de seus momentos preferidos na televisão). A casa existe até hoje, na Rua Guatemala.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Guilhermina Taques Penteado (Cleyde Yaconis) em Ninho da Serpente

Aos 70 anos, charmosa, simpática, ainda bonita, Guilhermina andava pelos muitos cômodos da mansão com sua mecha branca na vasta cabeleira maquinando formas de manter consigo o domínio da família e da herança do irmão, Cândido, que no começo da novela vivia recolhido ao terceiro andar, de onde soltava gritos horríveis. O personagem não aparecia de frente para o público, e logo morreu.

Matheus (Kito Junqueira) em Ninho da Serpente

O humilde enfermeiro Matheus (Kito Junqueira) é revelado como filho de Cândido com Olímpia (Nydia Lícia) e maior beneficiado pela herança do patriarca. Ao contrário do que poderia parecer, isso só compromete o nascente romance entre o rapaz e Lídia (Eliane Giardini), neta mais velha de Guilhermina, filha de Noêmia (Beatriz Segall).

Lídia (Eliane Giardini) em Ninho da Serpente

Criado por Eugênia (Laura Cardoso), Matheus entra em conflito diante das possibilidades que o dinheiro e o nome tradicional oferecem após a abertura do testamento. Há um deslumbramento, por assim dizer, e a amada e a mãe adotiva lutam para que ele não se consuma pelos mesmos preconceitos e escolhas erradas que levaram Cândido à infelicidade e à solidão.

Firme em seus intentos, Guilhermina passa a armar para que a neta se case com o primo, já que esse é um sacrifício menor diante de outros que lhe são impostos para que seja atingido seu objetivo maior: a a manutenção do dinheiro e da influência que seu clã conserva consigo há gerações.

Os filhos e netos de Guilhermina em Ninho da Serpente

Figura central da história de Ninho da Serpente junto do sobrinho Matheus, Guilhermina tinha cinco filhos: além de Noêmia, ela também era mãe de Jerusa (Márcia de Windsor), Norma (Imara Reis), Consuelo (Selma Egrei, no ar como Dona Mariana em Pantanal) e Eduardo (Raymundo de Souza).

Eduardo se envolvia no decorrer da história com Lia (Danúbia Machado), filha de Eugênia. Já Consuelo se relacionava com o Dr. Samuel Razuk (Othon Bastos). Norma era casada com Márcio (Jairo Arco e Flexa) e os dois eram pais de Alex (Hugo Della Santa), Mariana (Júlia Lemmertz) e Ronald (Alexandre Raymundo).

Jerusa era esposa de Luiz Eulálio (Luiz Carlos de Moraes) e mãe de Rogério (Flávio Guarnieri) e Bernarda (Deborah Seabra). Noêmia, viúva, tinha além de Lídia os filhos Karl (Paulo César Grande) e André (Giuseppe Oristânio).

Karl se envolvia com a humilde empregada Marinalda (Mayara Magri), fato que desagrada bastante a Guilhermina. Com a ajuda do motorista Joaquim (Antonio Petrin), de fidelidade canina a ela e verdadeiro pai de Consuelo, a matriarca dá cabo da vida da jovem. Afinal, imagine se ela deixaria ocorrer o grave fato de vir a tornar-se bisavó de um filho de empregada…

Uma figura que merece bastante destaque entre os empregados da mansão é a de Oriana (Denise Stoklos). Agregada dos Taques Penteado, embora para ela tenha restado a posição de serviçal, a moça tem talento para as artes plásticas e enxerga muito bem os defeitos e qualidades de todos os membros da família. Ela pinta uma tela que traduz o imóvel, Guilhermina e seus descendentes, que horroriza quem a pode observar.

“A novela das oito mudou de canal”

Logotipo da novela Ninho da Serpente, de 1982

Ainda que conste em algumas fontes que foi com Sabor de Mel (1983), também de Jorge Andrade, que a TV Bandeirantes enfrentou a TV Globo no setor de novelas com o slogan “A novela das oito mudou de canal”, na verdade com Ninho da Serpente a frase já foi utilizada.

Cerca de um mês após a estreia, a emissora mudou a novela das 21h15 para as 20h, num embate direto com Sétimo Sentido, de Janete Clair, atração global da época. A promoção dessa mudança na imprensa, em anúncios, já se valeu do slogan para convidar o espectador a girar o seletor de canais.

Ainda no elenco dirigido por Henrique Martins e Antonino Seabra sob supervisão de Antonio Abujamra, as presenças de Lúcia Mello, Edgard Franco, Kate Lyra, Valdir Fernandes, Geny Prado, Sônia Oiticica, Emílio Di Biasi e Juca de Oliveira, entre outros. Clique abaixo e confira o vídeo do TBT da TV do Observatório da TV sobre esse clássico que é Ninho da Serpente!

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....