Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Luto na dramaturgia

Dramaturgo de sucesso e autor de novelas do SBT, Aziz Bajur morre aos 83 anos

Escritor criou Velório à Brasileira, Perfídia e adaptou O Direito de Nascer nos anos 1990

Publicado em 20/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Morreu nesta quarta-feira (20) em São Paulo, aos 83 anos, o dramaturgo e autor de novelas Aziz Bajur. A causa da morte não foi informada.

Aziz Bajur nasceu em Belo Horizonte, em 15 de junho de 1938. Nos primórdios da televisão brasileira, Bajur já integrava os quadros da TV Tupi, na equipe do TV de Vanguarda, grande marco do teleteatro e da teledramaturgia.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Na década de 1980, Aziz Bajur foi um dos autores das histórias, em geral com cinco capítulos cada uma, exibidas pela TV Globo no final da tarde no Caso Verdade, dramatizadas a partir de sugestões dos espectadores enviadas por carta.

Em 1983, a primeira novela: A Ponte do Amor, adaptada de original de Marissa Garrido, no SBT. Nos papéis principais, Fábio Cardoso como o escritor Carlos e Selma Egrei na pele de Ângela e Mireya, duas personalidades de uma mesma jovem.

Dois anos depois, na mesma emissora, outra novela: Jogo do Amor, um folhetim mais brasileiro e elaborado que as histórias do SBT até ali, com um elenco de peso, cheio de globais: Jorge Dória, Rosamaria Murtinho, Ilka Soares, Kito Junqueira, Jonas Mello e Célia Helena eram alguns.

Em 1997, uma nova versão do clássico do cubano Félix Caignet, O Direito de Nascer, foi produzida para exibição no SBT, o que ocorreu apenas em 2001. Aziz Bajur foi o responsável pelo texto da adaptação, com a parceria de Jayme Camargo e a colaboração de Alcione Carvalho.

Na TV Globo, Bajur escreveu com José Antonio de Souza a minissérie O Portador, que tocou numa ferida ainda grave em 1991: a AIDS, através do protagonista Léo (Jayme Periard), e teve apenas oito capítulos.

Aziz Bajur marcou a dramaturgia brasileira principalmente pelos muitos textos teatrais, montados diversas vezes com sucesso. Velório à Brasileira, Perfídia, Tropicanalha, Agora ou Nunca e Tudo Isso e o Céu Também são alguns deles.

Parte de sua obra teatral foi publicada pela Giostri Editora, com o volume mais recente tendo sido lançado em agosto de 2021.

O velório de Aziz Bajur ocorre das 10h às 13h desta quinta-feira (21), no Cerimonial Pacaembu.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....