Fim do mistério

Prestes a morrer, Muda escancara tragédia do passado para Juma: “Seu pai matou meu pai”

Falsa muda diz que Tenório é o culpado de tudo

Publicado em 17/05/2022

Finalmente o segredo de Muda (Bella Campos) virá à tona. Nos próximos capítulos de Pantanal, a moça misteriosa abre o jogo para a Juma (Alanis Guillen).

Com a ausência de Jove (Jesuíta Barbosa) na tapera, ela aproveita para dizer que estava fingindo. Muda afirma que nunca foi “muda”. Tudo era parte de um plano.

Na insistência da mulher-onça, a moça revela que chegou ao Pantanal ao lado de um jagunço. O mesmo homem que matou Maria Marruá (Juliana Paes).

Juma fica irritada e quase se transforma. Ela diz que vai matar a rival e vingar o assassinato de sua mãe. Prestes a morrer, Muda escancara uma tragédia ocorrida no passado.

“Tá bom. Pode me matar. O seu pai matou meu pai injustamente! Você pode fazer a mesma coisa comigo!”

Muda (Bella Campos) de Pantanal
Muda (Bella Campos) de Pantanal

Juma perdoa Muda

Juma fica pasma com a revelação e Muda continua. “As terras que ele tava defendendo era dele! Ele tava na razão dele! Seu pai matou o homem errado!”, afirma.

Muda se refere ao crime cometido por Gil (Enrique Diaz) no Paraná. Após matar o rival, dito como dono das terras que ele havia comprado, o homem fugiu com Maria para o Pantanal.

Entretanto, tudo partiu de Tenório (Murilo Benício), que era um corretor de terras falsário. Ele vendeu as terras para Gil com uma escritura falsa.

“Como era o nome do homem que vendeu as terras do seu pai?”, pergunta Juma. Muda diz que se lembra bem. “É Tenório!”, conta.

Nessa hora, a mulher-onça se lembra da história contada por Alcides (Juliano Cazarré). Ela percebe que Muda é tão vítima quanto ela e decide perdoar a amiga. “Nem eu, nem você temos culpa…”, admite.