Fim trágico

Por que José Venâncio morre em Renascer? Expulsão de ator marcou a primeira versão da novela

Taumaturgo Ferreira brigou com autor e deixou a trama em 1993

Publicado em 21/04/2024

A morte de José Venâncio é um dos momentos mais tristes da novela Renascer. A tragédia aconteceu após Taumaturgo Ferreira, intérprete do rapaz na primeira versão, ser expulso da novela. Assim, a solução encontrada pelo autor Benedito Ruy Barbosa foi dar fim ao personagem.

No remake, o destino do namorado de Buba (Maria Luísa Mendonça/Gabriela Medeiros) será o mesmo. Ele morre em uma tocaia após levar um tiro e causa a maior reviravolta na vida da psicóloga e também na trajetória de seu irmão, José Augusto (Marco Ricca/Renan Monteiro).

Mas, por que José Venâncio morreu? Segundo o próprio Taumaturgo, ele deixou a trama devido a uma briga com o dramaturgo, parceria que começou em Os Imigrantes, produção da Band.

Após muitas novelas, com destaque para Mandala e Top Model, Taumaturgo foi chamado para Renascer. Ele viveu José Venâncio, um dos filhos de José Inocêncio (Antonio Fagundes), e tinha grande destaque na trama, creditado até “como” na abertura.

José Venâncio (Rodrigo Simas) foi vivido por Taumaturgo Ferreira
José Venâncio (Rodrigo Simas) foi vivido por Taumaturgo Ferreira

Na versão de 1993, o rapaz era engenheiro e bem diferente dos irmãos. Ficou conhecido sobretudo por se envolver com Buba, que era tratada como hermafrodita na época.

Entretanto, problemas em relação ao personagem e texto geraram conflitos com Benedito. Assim, não demorou para Taumaturgo perder espaço na obra e ser demitido. Ele contou tudo em entrevista a Heloísa Tolipan.

“Até Renascer eu vinha numa ascendente na Globo, fazendo trabalhos de prestígio. Cheguei a ser chamado para três novelas ao mesmo tempo, de modo que eu podia escolher qual fazer. Nesta, do Benedito, eu era creditado com destaque na abertura: ‘Taumaturgo Ferreira como José Venâncio’. Daí (diante da demissão), a gente sente um baque. Fui sentindo os reflexos disso com o passar dos anos, já que isso foi afetando a minha carreira. Comecei a perceber que fui barrado no baile”.

Segundo ele, sua saída da novela aconteceu por ter mudado o texto em algumas cenas.

“Eu e o diretor, Luiz Fernando Carvalho, estávamos de acordo na composição do personagem, tanto no visual como em seu jeito. Entendíamos que como o personagem havia viajado, morado fora, ele não teria sotaque, o que faria um contraponto com o núcleo rural. De maneira que eu aboli os “oxente” e os “painho” que vinham escritos no texto. Eu não dizia, não por indisciplina, mas por uma questão de coerência. Ninguém me falou que eu devia, necessariamente, dizê-los.”

Mas o estopim aconteceu em uma sequência específica, fato que deve ter desagrado Benedito.

“Numa gravação, porém, parece ter havido a gota d’água: Eu deveria dizer duas palavras escatológicas à mesa, na hora do almoço. Eu achava que aquele rapaz não as diria, em razão de ele ser educado. Mesmo pressionado, a mantê-las, substituí por algo que mantivesse a ideia original. Talvez este tenha sido o estopim. Todavia, esse desligamento aconteceria, mais hora ou menos hora, já que, talvez, o autor estivesse descontente. O papel não era dos meus sonhos mas eu estava ali, jogando a regra do jogo.”

Taumaturgo Ferreira
Taumaturgo Ferreira atualmente

Durante a entrevista, Taumaturgo disse que até entendeu a posição de Benedito. Entretanto, a demissão de Renascer respingou em sua carreira. Com o fato, o ator ficou com má fama na Globo.

“Eu acho que o Benedito Ruy Barbosa foi ficando de saco cheio de mim. Eu, no lugar dele, se estou escrevendo uma novela de sucesso, eu vou querer minimizar os problemas. Se há um ator encrencando eu vou limar ele. Mas, pensando sob minha ótica, eu nunca fui arrogante ou dei chilique, eu sempre fui um doce de coco. Sempre fui um cara que obedece hierarquia em todos os lugares. Na época diziam que o meu personagem era muito afetado e que não combinava com a novela, o que eu até concordo, de certa maneira.

Porém, depois da minha ‘expulsão’, correu a fama de que eu era ‘bad boy’, que eu parava a gravação para determinar o que ia ser dito ou não. Ou seja, passaram a se valer disso para fazerem o que quiserem com a minha imagem. Se fosse hoje eu seria cancelado. Não fui por que na época não existia cancelamento”.

Em Renascer, José Venâncio foi vítima de um atentado. O personagem morreu ao levar um tiro no lugar do pai, crime encomendado pelo vilão Teodoro (Herson Capri), personagem equivalente a Egídio (Vladimir Brichta).

Após o conflito, Taumaturgo ficou na “geladeira” da Globo. Foi trabalhar na Band e no SBT e só voltou à emissora três anos depois. Depois, engrenou várias novelas na Record TV. Seu último trabalho na TV foi na série Ilha de Ferro.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade