Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Conheça

O que é marruá em Pantanal? Conheça o significado das expressões da novela

Termos diferentes da região chamam a atenção do público

Publicado em 06/06/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Quem acompanha a novela Pantanal fica confuso ao se deparar com tantas expressões regionais: marruá, currutela, entre outras. São palavras que fazem parte do vocabulário dos personagens.

Embora algumas tenham um significado claro, outras são bem diferentes. Grande parte é derivada do texto original da trama, de 1990.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Para ficar por dentro, entenda as expressões usadas em Pantanal.

Boca-de-sapo

Boca-de-sapo é uma cobra muito comum na região. Ela tem esse nome justamente pelo formato da boca, que lembra do famoso anfíbio.

Seu veneno é altamente perigoso e letal. Embora seja confundida com a sucuri (Velho do Rio), a boca de sapo é uma jararaca pintada.

Foi esse bicho que picou Jove (Jesuíta Barbosa) e o deixou entre a vida e a morte. O rapaz foi salvo após tomar um chá e devido a um ritual do Velho do Rio (Osmar Prado).

Entretanto, a única coisa que salva a vida de uma vítima da boca de sapo é o soro antiofídico. Por isso, se a pessoa não chegar a tempo no hospital, a morte é certa.

Cramulhão

Trindade (Gabriel Sater) estreou na novela dizendo para todos que sua viola é encantada. O responsável é o Cramulhão, que trata como guardião.

Essa entidade nada mais é que o diabo. Muitas pessoas no interior fazem um pacto com o demônio e passam a criá-lo em uma garrafa.

Esse ritual já foi mostrado em várias novelas de Benedito Ruy Barbosa. Saiba mais sobre o Cramulhão e as abordagens na TV.

Xeréu Trindade (Gabriel Sater) em Pantanal

Currutela

Filó (Dira Paes) não esconde de ninguém que veio de uma currutela. O termo também é usado por José Leôncio (Marcos Palmeira) quando ele se lembra das comitivas.

Currutela é nada mais que um bordel, uma casa de prostitutas. Um local que geralmente recebe trabalhadores braçais, como garimpeiros.

Bruaca

Maria (Isabel Teixeira) ganhou esse apelido graças ao machismo de Tenório (Murilo Benício). Em breve, ela vai abolir a expressão de sua vida.

O termo é nocivo e refere-se a uma mulher velha considerada feia. Por isso, o coronel usa a palavra de forma pejorativa. Saiba outros significados de bruaca.

Maria Bruaca (Isabel Teixeira) de Pantanal

Marruá

Marruá se tornou o sobrenome de Maria (Juliana Paes) e Juma (Alanis Guillen). Isso aconteceu por serem consideradas selvagens e arredias.

A relação tem a ver com um touro comum no Pantanal. Um marruá é um boi difícil de domar, muito bravo. Foi um desses que Joventino (Irandhir Santos) trouxe no laço.

Flozô

Por fim, flozô é um termo pejorativo para homossexual. Na novela, usam para zombar de Jove, que veio da cidade e não se comporta como um peão.

A palavra é derivada de flor ou florzinha, como tratam um rapaz considerado afeminado.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....