Reta final

O Cravo e a Rosa: Joana acorda, revela segredo e faz Catarina cair para trás

Lavadeira desperta do coma para salvar Edmundo

Publicado em 03/09/2022

Joana (Tássia Camargo) finalmente acorda do “coma” em O Cravo e a Rosa. A lavadeira sobrevive após levar um tiro de raspão na cabeça.

Entretanto, ela fica muito debilitada. Após um tempo no hospital, a mulher é levada para a fazenda de Petruchio (Eduardo Moscovis) para ficar sob cuidados.

Batista implora para Catarina (Adriana Esteves) manter sua amada no sítio. Ele não pode se comprometer para não chamar a atenção de Marcela (Drica Moraes).

Sendo assim, a feminista aceita o pedido do pai, afinal, Joana é a mãe de seus meio-irmãos. Com isso, ela é levada em uma cadeira de rodas, ainda muito fraca, ao local.

Joana (Tássia Camargo) em O Cravo e a Rosa
Joana (Tássia Camargo) em O Cravo e a Rosa

Joana revela segredo

Desde que levou o tiro, Joana ficou sem reação. Ela sobrevive, mas não consegue se comunicar com Batista e com seus filhos.

O médico diz que o caso da lavadeira é delicado, mas ela tem tudo para se recuperar. Por isso, Catarina manda Mimosa (Suely Franco) cuidar da mulher.

É por meio da empregada que a esposa de Petruchio é informada que Joana acordou. A batalhadora abre os olhos, ainda muito debilitada.

Catarina fica surpresa e pede para Joana não fazer esforço, mas ela insiste. A lavadeira revela um segredo que faz a “enteada” cair para trás.

“O professor é inocente”, diz, se referindo a Edmundo (Ângelo Antônio).

Edmundo (Ângelo Antônio) em O Cravo e a Rosa

Joana salva Edmundo

É por meio dessas palavras que Joana salva a vida do professor em O Cravo e a Rosa. Essa é a única maneira do mocinho deixar a prisão.

Edmundo foi enganado pelos bandidos e participou do crime, mas não fez nenhum mal à lavadeira. Ao contrário: ele deu chance para Joana fugir com seus filhos.

Mas a lavadeira foi tentar ajudar Batista e levou um tiro. Os ladrões fugiram, mas Edmundo foi pego e preso. Entretanto, graças ao depoimento de Joana, o intelectual é inocentado e deixa a cadeia.

Leia mais textos deste colunista.