Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Cena forte

Em Páginas da Vida, Lucas se cansa de racismo e esfrega pão com manteiga na cara de Gabriela

Médico não tolera preconceito e castiga a filha de forma severa

Publicado em 04/05/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Lucas (Paulo César Grande) não vai mais tolerar o racismo de Gabriela (Carolina Oliveira). Nos próximos capítulos de Páginas da Vida, reprisada pelo Canal Viva, o médico toma uma atitude drástica.

Após ouvir os maiores absurdos, ele tenta educar a garota. Mas ela já está envenenada por Angélica (Cláudia Mauro) e pelos avós preconceituosos.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Gabriela chega a destratar um enfermeiro no hospital. Além disso, solta comentários péssimos, inclusive sobre Selma (Elisa Lucinda), a esposa de seu pai.

Mas o ápice acontece durante um café da manhã. A menina passa do limite e Lucas fica possuído, a ponto de agredi-la sem pensar duas vezes.

Gabriela é duramente castigada

Enquanto o café acontece, Lucas e Selma avisam que estão com pressa para ir ao hospital. Mesmo assim, Angélica diz que pretende pegar uma carona com eles.

Em meio à conversa, Gabriela pede para comer um pão. Selma se compadece e oferece a sua fatia para a menina. “Fica com a minha! Assim eu aproveito e faço uma dieta“, brinca.

A menina faz cara de nojo. Angélica tenta convencê-la, mas ela nega. “Eu não quero!”, dispara. Lucas fica horrorizado com a cena e bate na mesa. “Pega esse pedaço de pão, Gabriela! Pega e come agora!”, ordena.

Gabriela recusa e ele parte para o ataque. Lucas pega o pão da mão de Selma e faz a filha comer à força. A garota não abre a boca e o pai esfrega tudo na cara dela.

Lucas (Paulo César Grande) e Gabriela (Carolina Oliveira) em Páginas da Vida

Abre a boca! Abre a boca e come! Eu te arrebento! Vai comer pão sim! Abre essa boca e come!”, diz ele, enquanto passa o pão com manteiga na cara da filha racista.

Selma começa a chorar e Angélica puxa a menina. Mas nem a atitude de Lucas dá jeito em Gabriela, que depois reclama para a mãe. “Eu quero ir embora! Eu não aguento mais esse lugar! Eu odeio esse lugar, odeio aquela mulher e odeio o meu pai!”, dispara, preconceituosa.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....