Rebeca Andrade e Rayssa Leal cresceram mais de 800% em seguidores

As atletas lideram o ranking de medalhistas do Brasil que mais ganharam followers no Instagram

Publicado em 9/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Rebeca Andrade e Rayssa Leal foram as atletas brasileiras na Olimpíada de Tóquio que conquistaram o maior número de seguidores em suas redes sociais.

A análise foi feita pela empresa de marketing digital Spark, utilizando a ferramenta Tagger Media, e que mostra os atletas que mais cresceram em número de seguidores no Instagram logo após conquistarem medalhas. A análise compreende o período de 30 de julho a 03 de agosto.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em primeiro lugar aparece a atleta Rebeca Andrade da ginástica, que já obteve acima de 836% de crescimento, chegando a mais de 2,2 milhões de seguidores no período – hoje ela já atingiu 2,4 milhões. A atleta foi a primeira brasileira a ganhar duas medalhas em uma única edição das Olimpíadas. Rebeca Andrade conquistou ouro no salto e prata no individual geral.

Em seguida, está Rayssa Leal, a fadinha do skate e a brasileira mais jovem a conquistar uma medalha olímpica. Houve um aumento de 823% em suas redes sociais, indo de 704 mil seguidores para mais de 6,5 milhões. Hoje ela já está com 6,7 milhões.

Medalhista de prata no street, Kelvin Hoefler também viu as suas redes sociais dispararem. Em menos de dez horas, o número de seguidores dobrou e houve um aumento de 243% no seu Instagram.

Surpreendida pela inscrição olímpica, Laura Pigossi foi incluída de última hora na lista de tênis dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Além de conquistar o bronze ao lado de sua dupla, Luisa Stefani, a atleta também conquistou novos seguidores no Instagram, mais de  215%, um número bastante expressivo.

Em quinto lugar e em primeiro no surfe, Ítalo Ferreira viu o número de seguidores praticamente triplicar após levar o ouro nas Olimpíadas. No total, o crescimento das redes sociais do surfista está em torno de 180%.

Confira o ranking de crescimento:

1. Rebeca Andrade (Ouro e Prata ginástica): 836%

2. Rayssa Leal (Prata skate): 823%

3. Kelvin Hoefler (Prata skate): 243%

4. Laura Pigossi (Bronze tênis): 215%

5. Ítalo Ferreira (Ouro surf): 180%

A medalha gera exposição ao atleta em meios on e offline, e isso reflete em maior poder de alcance em seus canais digitais. Através da tecnologia, foi possível acompanhar o efeito imediato no crescimento dos seguidores e de engajamento com as postagens”, afirma Davi Goldwasser, da Spark.

A Tagger Media é uma plataforma de dados americana, representada com exclusividade no Brasil pela Spark.

O fenômeno Isaquias

O medalhista de ouro na canoagem velocidade, Isaquias Queiroz dos Santos, também é outro fenômeno das redes. A medalha foi conquistada na madrugada da sexta-feira (6 de agosto) para o sábado (7 de agosto) no Brasil, após o fechamento do estudo da Spark, fazendo-o saltar dos então 110 mil seguidores no Instagram para mais de 550 mil followers em poucos dias. A nadadora Ana Marcela Cunha também levou medalha de ouro na maratona aquática após a finalização da análise da Spark, e está com 188 mil seguidores no Instagram. Ouro no boxe, Herbert Conceição, que ganhou a medalha no dia 7, soma 224 mil seguidores no Instagram, e a boxeadora medalhista de prata, Bia Ferreira, tem 98 mil.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio