No minuto a minuto, Pipocas do BBB 21 ganham mais seguidores que os membros do Camarote

A disputa é pelo prêmio de R$ 1,5 milhão, mas Juliette já ganhou mais de 2,5 milhões de seguidores no Instagram em 10 dias de programa

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Big Brother Brasil (TV Globo, Multishow e Globoplay) como sempre vem dominando a audiência no seu horário e também as conversas nas redes sociais. Enquanto as torcidas acompanham seus favoritos ao prêmio de R$ 1,5 milhão, profissionais na área de marketing digital estão de olho no comportamento da audiência nas mídias sociais.

A medição do crescimento e queda de influência tanto dos famosos que entraram no programa a convite (os do Camarote) quanto os que antes eram desconhecidos do grande público (os chamados da Pipoca) virou um novo atrativo do reality show.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma participante do BBB 21 como Juliette Freire saiu de uma base pequena no Instagram para atingir em 10 dias a marca de 2,5 milhões de seguidores.

Mais do que a cantora Karol Conká, por exemplo, que no início do programa chegou a mais de 1,8 milhão e caiu novamente para cerca de 1,5 milhão, perdendo aproximadamente 300 mil fãs nas redes.

As empresas de medição do ambiente digital estão atentas a todo este movimento. Uma delas, a Desbrava Data, utiliza uma ferramenta chamada Social Listening, com a qual se pode acompanhar o minuto a minuto da corrida que acontece no Instagram para atração e manutenção de seguidores.

A oscilação do número de seguidores pode ser visualizada em gráfico acelerado no minuto a minuto desde a estreia do programa até o último dia 2 de fevereiro, data do primeiro paredão.

Segundo o diretor de marketing da Desbrava Data, Luiz Fernando da Silva, “se fossem valer os números atuais, alguns membros da Pipoca já teriam passado a ser do Camarote e vice-versa”. Veja aqui a variação do desempenho dos integrantes do Camarote:

E, aqui, a evolução do desempenho dos integrantes da Pipoca:

A empresa analisa a variação dos participantes nas redes sociais  — Instagram, no momento – mas a intenção é estender ao longo do programa a medição também para o Twitter e Tik Tok de cada um.

Estamos analisando os dados dos participantes em seu Instagram, que tem sido um termômetro das redes sociais“, diz Luiz Fernando, contando que a intenção é testar em breve a metodologia também para projetar quem vai sair em cada paredão.

Pelos nossos dados“, conta Luiz Fernando sobre o primeiro paredão do programa, “já sabíamos que a Kerline seria a mais votada para sair, seguida pelo Rodolffo e com a Sarah em terceiro lugar”.

De acordo com a metodologia, será possível projetar as vitórias não por meio de enquetes, mas sim pela variação das citações nas redes sociais no período que anteceder à votação.

O diretor de marketing, que trabalhou por seis anos na área de conteúdo da TV Globo, explica que é possível fazer a medição conforme o volume de comentários gerado sobre o BBB. “Fazemos um cruzamento com a quantidade de seguidores e hashtags e conseguimos saber se está aumentando o número de seguidores e se é em decorrência de algo positivo.”

E não vale apenas ser muito comentado, o que vale é a qualidade do comentário. “Não adianta a Karol Conká fazer esse grande movimento e o perfil dela perder mais de 300 mil seguidores. Ela está sendo muito comentada, mas o engajamento está negativo”, lembra Luiz Fernando.

De acordo com o especialista, algumas pessoas na casa estão tendo crescimento sustentado. Ele cita o exemplo do participante Gilberto Nogueira, que não vai aos topos do ranking, mas permanece sempre oscilando em terceiro ou em quarto lugar. Pessoas assim mantêm uma quantidade consistente de menções. Ele tem uma estabilidade, explica o diretor de marketing.

Assim como Juliette, que saiu das últimas posições e subiu, Lucas Penteado também registrou um grande aumento de seguidores em poucos dias. Fiuk foi outro que nos primeiros  sete dias estava liderando em crescimento de seguidores, mas parou de ganhar e acabou caindo no ranking.

Quem ganha, quem perde

Para o diretor de marketing da Desbrava Data, quem já é famoso sempre corre algum risco ao ingressar num programa com tamanha exposição e geração de conflitos. No entanto, pode ser um risco calculado.

Deve-se levar em conta quem nem todos do Camarote estavam em evidência fora da casa do BBB 21. Assim, não deixa de ser uma estratégia interessante para as marcas pessoais, embora possa também ser um movimento muito delicado.

A pessoa fica sem o referencial daqui de fora, sem saber a reação do público.  A gente vê uma estratégia arriscada mas é boa, como a do Projota, por exemplo. Ele tende a sair da edição um pouco maior do que entrou, mais conhecido nacionalmente.

Luiz Fernando da Silva finaliza: “O BBB é um canhão, a TV Globo é um grande canhão“. O termo é utilizado para mostrar a grande força do programa para divulgar as marcas, tanto das pessoas quanto dos patrocinadores do programa.

O BBB parte de uma uma receita inicial de quase meio bilhão de reais, sem considerar os anunciantes avulsos que entram em ações ao longo dos três meses de duração do reality show. Lembrando que a edição deste ano tem previsão de 100 dias no ar.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio