Gusttavo Lima leva advertência do Conar por post de divulgação de sua live

Postagem nas redes sociais feriu as normas do Conselho de Autorregulamentação Publicitária

Publicado em 5/20/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em julgamento realizado em abril, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) decidiu por unanimidade fazer advertência e pedir alteração de uma peça do cantor Gusttavo Lima nas redes sociais. O motivo foi a postagem de divulgação da Live do Embaixador, show que o cantor fez no seu canal do YouTube em 6 de março. A Ambev, patrocinadora da Live com o seu Buteco Bohemia, também levou uma advertência por maioria de votos.

O Conar considerou que a ação de merchandising da cerveja da Ambev, inserida em postagem em redes sociais que divulgou a live de Gusttavo Lima, não atende a recomendações da ética publicitária. A postagem foi sobre a live “Ambev e Gusttavo Lima – Sábado agora tem live do Embaixador”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na ação nas redes sociais, o cantor aparecia ingerindo cerveja Bohemia, seu rótulo claramente visível, em desacordo com o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária.

A representação foi aberta pelo Conar em 3 de março, mesmo dia de veiculação da mensagem. No dia seguinte, a Associação Brasileira de Bebidas formulou denúncia ao Conar visando a mesma peça publicitária.

De acordo com o Conar, a defesa de Gusttavo Lima informou ter sido suspensa a exibição do anúncio tão logo teve conhecimento da abertura da representação. Já a Ambev, segundo o órgão, alegou não ter tido qualquer participação na produção da peça publicitária, sendo esta de responsabilidade do cantor. Mesmo assim, informou ter solicitado a suspensão da sua exibição.

O Conar deu razão à denúncia, recomendando a alteração do anúncio, para exclusão das cenas de ingestão da cerveja em contexto publicitário e advertência a Gusttavo Lima e à Ambev.

O relator da representação escreveu em seu voto: “Como já defendemos em outras ocasiões, aqui no Conselho de Ética do Conar, a liberdade de expressão é fruto da observância plena e rigorosa dos deveres para com a ética publicitária por parte de todos aqueles que, em alguma medida, se beneficiam com as ações empreendidas no campo do marketing e da comunicação”. Seu voto foi aceito por unanimidade.

Procurada pela coluna a Ambev se manifestou por meio de sua assessoria com a seguinte nota: “Acreditamos e sempre incentivamos o consumo responsável de nossos produtos. Temos o compromisso de pautar a comunicação das nossas marcas de acordo com as orientações do Conar. Por isso, todos os parceiros, incluindo influenciadores e celebridades que trabalham com a gente, são periodicamente orientados sobre as diretrizes do Conar e também nossos padrões globais.”

O cantor Gusttavo Lima foi também procurado, por meio de sua assessoria e escritório, mas até o momento não deu nenhum retorno. Caso ele se manifeste, esta reportagem será atualizada.

No ano passado, a Ambev e o cantor Gusttavo Lima também foram alvo de questionamento no Conar por conta das lives do cantor,“Buteco em Casa” e “Buteco Bohemia em Casa”. Na ocasião, houve reclamações de consumidores sobre consumo de bebidas alcoólicas durante os shows e a falta de avisos restritivos ao público menor de idade. Na live deste ano, não houve ocorrência do gênero durante o show.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio