Balanço relata perdas de assinantes da Sky e ganhos da HBO Max

Tele gigante dos EUA reporta em seu relatório financeiro que a pandemia prejudicou negócios por aqui

Publicado em 22/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A gigante norte-americana de telecomunicações AT&T divulgou nesta quinta-feira, 22, nos Estados Unidos, seu balanço referente ao segundo trimestre do ano, relatando crescimento de clientes HBO Max e perda de assinantes da Sky no Brasil. A AT&T é dona da Vrio — empresa que abrange a operação da Sky no Brasil, DirecTV e DirecTV Go na América Latina — e também da Warner Media e do serviço de streaming HBO Max.

Estamos satisfeitos com nosso desempenho e nosso impulso é forte”, disse John Stankey, CEO da AT&T. “Pelo quarto trimestre consecutivo, vimos um bom crescimento de assinantes em wireless, fibra e HBO Max”. Ele também disse que a HBO Max teve outro trimestre forte e caminha para ser uma plataforma líder de streaming direto ao consumidor, com opções de assinantes e de anúncios.  A empresa prevê fechar o ano com até 73 milhões de assinantes globalmente.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sobre a Warner Media, a AT&T relatou que a receita total aumentou 30,7% para US $ 8,8 bilhões, refletindo a recuperação parcial dos impactos da pandemia no ano anterior e impulsionada por conteúdo de qualidade, assinaturas e receitas de publicidade.

A AT&T já anunciou a venda de suas propriedades de entretenimento Warner Media (inclui HBO, HBO Max, canais TNT, Cartoon, estúdios Warner etc.) para o grupo Discovery. A partir disso, será formada uma nova empresa, a Warner Bros. Discovery.

As perdas relatadas no balanço da AT&T dizem respeito principalmente à Vrio e a custos de programação do retorno dos esportes nos EUA.

Nos Estados Unidos, o número de assinantes de HBO Max e canais HBO aumentou 10,7 milhões em um ano, segundo informa o relatório.

Vrio e Brasil

Na América Latina, a Vrio teve prejuízo operacional de US$ 25 milhões em comparação com US$ 36 milhões no mesmo trimestre do ano anterior.

As perdas dos assinantes Vrio foram de 239 mil clientes, ocasionadas principalmente por pressões econômicas e efeitos da pandemia no Brasil. De acordo com o balanço, esta perda foi em parte compensada pelo crescimento de assinantes OTT/over-the-top (o serviço DirecTV Go), que subiu em 65 mil assinaturas (entre assinaturas do pré-pago e do pós-pago).

De acordo com o jornalista Samuel Possebon, da Tela Viva, a Vrio, incluindo a Sky do Brasil, acaba de ser vendida pela AT&T para o grupo argentino Werthein.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio