Análise: Interrogatório de Dayane Mello foi puro constrangimento

Lamentável a emissora mostrar o questionamento da equipe ante a vítima de suposto abuso sexual

Publicado em 27/09/2021 00:00
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É de se lamentar que a Record TV tenha exibido um interrogatório com a vítima de suposto caso de abuso sexual, uma situação ainda não esclarecida.

Foi na noite do sábado (25), após a edição do programa mostrar a solução encontrada sobre o fato ocorrido na Fazenda 13, envolvendo o cantor Nego do Borel e a modelo Dayane Mello.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Tinha sido um dia inteiro de denúncias dos telespectadores nas redes sociais baseadas em filmagens e gravações sobre um suposto abuso sexual por parte dele diante dela.

Após a festa da véspera, Dayane Mello era uma mulher em visível estado de vulnerabilidade por uso excessivo de álcool.

Até um dos patrocinadores do programa foi às redes sociais dizer que exigia uma apuração.

A consequência foi a expulsão do participante no próprio sábado. 

Quem não acompanhou o caso ao vivo ou pelas redes sociais não recebeu uma explicação completa com o resumo feito pelo programa na noite de sábado.

Mas foi possível entender que algo bastante errado tinha acontecido por ali.

E a emissora fez o certo, a expulsão, para logo em seguida cometer uma barbaridade.

Questionamento

Feito por não se sabe quem – se algum psicólogo, integrante da produção ou da direção do programa –, qualquer questionamento inicial a Dayane Mello deveria ter se dado a portas fechadas com a participante, sem câmeras.

Ainda, deveria ter sido feito por uma mulher e de forma bem mais acolhedora.

A modelo parecia ainda meio confusa, perdida nos raciocínios, ia e voltava em algumas respostas diante da falta de memória.

Aparentemente, Dayane não tinha ainda total noção dos acontecimentos que a envolveram, nem da dimensão do fato.

É um momento em que se espera que a mulher seja avisada sobre seus direitos, não que ela seja ainda mais constrangida em rede nacional.

As imagens exibidas anteriormente foram fortes e ela não as viu.

Não adiantou nada a apresentadora Adriane Galisteu romper sua folga e entrar ao vivo para lembrar que quando uma mulher diz não, é não.

Em nome de uma pretensa transparência, a própria emissora submeteu a vítima a um grande constrangimento.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio